0
Logo do Jogos Pan-Americanos
Foto: terra

Jogos Pan-Americanos

Algoz, cubana fica com ouro de novo; Fabiana Murer é prata

Brasileira repete o melhor salto do ano em 4,80 m, mas não consegue a medalha de ouro

23 jul 2015
20h39
atualizado às 23h33
  • separator
  • comentários

A brasileira Fabiana Murer teve um bom desempenho no salto com vara, mas o ouro não veio. A atleta, 34 anos, conquistou nesta quinta-feira a medalha de prata no salto com vara nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, sendo batida novamente pela cubana Yarisley Silva. O resultado da prova disputada por três das melhores saltadoras da atualidade repete o que ocorreu há quatro anos no Pan de Guadalajara.

Foto: Thiago Bernardes / FramePhoto

Ouro no Pan do Rio 2007, Fabiana Murer começou saltando em 4,50 m e passou com extrema facilidade em sua primeira tentativa. Em seguida, a barra subiu para 4,60 m e 4,70 m e não houve dificuldades novamente, mas sempre seguida pela rival Yarisley Silva. 

Murer ficou contente com próprio desempenho
Murer ficou contente com próprio desempenho
Foto: Jonne Roriz/ Exemplus/ COB / Divulgação

Enquanto isso, uma das rivais saia da disputa. Campeã olímpica em Londres 2012, a americana Jennifer Suhr decepcionou em Toronto. A saltadora, 33 anos, falhou em sua primeira tentativa nos 4,60 m e também nas duas seguintes em 4,65 m, ficando com a medalha de bronze.

Com apenas Yarisley e Murer, a barra subiu para 4,75 m. Yarisley precisou de menos saltos e passou à frente da brasileira, deixando Murer pressionada para sempre saltar mais alto porque perderia no desempate.

Murer não conseguiu superar rival cubana
Murer não conseguiu superar rival cubana
Foto: Thiago Bernardes / FramePhoto

Murer conseguiu repetir o seu melhor salto do ano em seguida nos 4,80 m, mas não ultrapassou nas três tentativas a barra dos 4,85 m, repetindo a prata do México. Yarisley, prata em Londres 2012, foi a campeã ao conseguir os 4,85 m depois do resultado garantido e ainda quebrou o recorde pan-americano (que era também dela).

Aos 34 anos, Murer confirmou que Toronto foi o seu último Pan. A brasileira evitou comparar as duas pratas pan-americanas, mas visivelmente saiu mais satisfeita com o resultado obtido no Canadá. A brasileira agora mira um bom resultado no Mundial de Pequim, em agosto.

"Saí contente pela competição, porque foi bonita. As atletas saltando muito alto. Foi em alto nível a disputa. Em Guadalajara, eu saí contente, mas aqui fiquei mais feliz pelo meu salto e pelo avanço na minha técnica. Acho que é possível saltar mais alto e atingir 4,85 e 4,90 m", disse. "Foi minha despedida em Pan, mas há atletas boas de 18, 19 anos vindo que treinam comigo em São Caetano. Elas estão aprendendo da forma correta, diferente de mim que precisou mudar a técnica no meio, e estão com boa estrutura", completou.

 

A brasileira Karla Silva não conseguiu passar em suas três tentativas em 4,30 m e foi eliminada precocemente. Toronto foi a segunda participação da atleta de 30 anos em Jogos Pan-Americanos.

 

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade