0

Hoyama inicia conversas para popularizar tênis de mesa no Brasil

19 nov 2011
14h43
atualizado às 15h58

Um dos heróis brasileiros em Jogos Pan-Americanos, Hugo Hoyama quer deixar um legado para as próximas gerações. Com esse intuito, o atleta manifestou o desejo de criar uma escola para futuros campeões do tênis de mesa no Brasil.

A intenção de Hoyama é contar com um instituto na cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A irmã do mesatenista, Patrícia, já entrou em contato com autoridades locais para tentar viabilizar o projeto.

"A proposta é colocar o tênis de mesa nas escolas públicas, em um primeiro momento, e depois nas particulares. A ideia não é só ensinar o jogo propriamente dito, como também aspectos pedagógicos e disciplinares. Ou seja, trabalhar na formação do atleta e do cidadão", disse Hoyama, em entrevista ao Jornal Nippak.

Em São Bernardo do Campo, os contatos iniciais do projeto de Hoyama foram com a secretária de Educação, Cleuza Rodrigues Repulho, e do secretário de Esportes, José Luiz Ferrarezi. Porém, ainda resta a parte mais difícil: a busca por parceiros para captar recursos.

A ideia de Hugo Hoyama é levar o projeto social adiante e, ao mesmo tempo, prolongar a carreira no tênis de mesa. O paulista ainda abre a chance de disputar a Olimpíada de 2012 e os Jogos Pan-Americanos de 2015.

Medalhista pan-americano, Hoyama quer criar projeto social para popularizar o tênis de mesa no Brasil
Medalhista pan-americano, Hoyama quer criar projeto social para popularizar o tênis de mesa no Brasil
Foto: Ivan Pacheco / Terra
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
publicidade