PUBLICIDADE

Sem Bolsonaro, Roma participará da abertura das Olimpíadas

Ministro da Cidadania viaja ao Japão no próximo mês e cumprirá agendas bilaterais com autoridades locais e internacionais. Informação foi divulgada no Diário Oficial nesta terça-feira, dia 8

8 jun 2021 11h31
| atualizado às 11h38
ver comentários
Publicidade

O ministro da Cidadania, João Roma, irá no próximo mês ao Japão para participar da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio. A viagem do ministro se dará no período de 19 a 26 de julho. A informação está publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta terça-feira, dia 8.

O evento que marca o início oficial dos Olimpíadas está marcado para o dia 23, no estádio Nacional. Na capital japonesa, João Roma também cumprirá agendas bilaterais com autoridades locais e internacionais.

O ministro da Cidadania, João Roma, vai participar da abertura dos Jogos de Tóquio. 
O ministro da Cidadania, João Roma, vai participar da abertura dos Jogos de Tóquio.
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil - 25/2/2021 / Estadão

O presidente Jair Bolsonaro já havia avisado anteriormente aos organizadores que não participará da cerimônia de abertura em Tóquio. Se fosse, provavelmente seria o único não vacinado da comitiva, já que o Comitê Olímpico Internacional (COI) providenciou imunizantes para toda delegação nacional.

A última vez que o presidente da República ficou de fora de uma cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos foi em 2004. Lula não viajou até Atenas, na Grécia. Quatro anos depois, ele participou do evento em Pequim-2008, na China. Sua sucessora, Dilma Rousseff esteve em Londres-2012, na Inglaterra, e Michel Temer abriu oficialmente os Jogos do Rio-2016, no estádio do Maracanã.

Estadão
Publicidade
Publicidade