PUBLICIDADE

Fofo! Cavalos do adestramento são maquiados para provas

Saiba mais sobre os equipamentos e adereços usados pelos nossos atletas de quatro patas nas competições de hipismo

19 ago 2016 10h00
Publicidade
Isabell Werth, medalha de prata em adestramento pela Alemanha
Isabell Werth, medalha de prata em adestramento pela Alemanha
Foto: Divulgação FEI

Garbo, elegância e sofisticação são marcas registradas do hipismo – as competições no Complexo de Deodoro pelos Jogos Olímpicos estão aí para provar. É evidente que os acessórios usados pelos cavalos não têm apenas fins estéticos, mas não há dúvidas de que eles são muito belos.

Saiba mais sobre os equipamentos e adereços usados pelos nossos atletas de quatro patas nas competições de hipismo.

Selas - Assentos colocados no dorso do cavalo para o cavaleiro sentar. Suas medidas devem ser compatíveis à anatomia do animal e altura e peso do atleta.

Estribos - Para apoiar os pés dos cavaleiros e evitar que eles se locomovam com os movimentos dos cavalos, são usados os estribos, que, com formatos diferentes e feitos com aço inoxidável, metal, ferro e alumínio, evitam que o calçado se prenda e reduzem o risco em caso de queda.

Cabeçadas - Tiras de couro utilizadas para prender a embocadura, acessório inserido na boca do cavalo que segura as rédeas.

Touca - Feita de crochê, sua função é proteger a orelha e evitar a dispersão do animal por grandes ruídos. Nas Olimpíadas, o acessório carrega as cores da bandeira do país pelo qual compete o cavaleiro.

Boleteira - Acessório usado para proteger as patas do animal.

Maquiagem – Sim, acredite, os cavalos que disputam as provas de adestramento são maquiados, têm a crista brilhosa e começam a disputa com um penteado impecável, que inclui vários tipos de trançado.

Graxa e manta – No CCE (concurso completo de equitação), os animais recebem graxa no corpo para evitar ferimentos nos obstáculos. Em climas mais frios, os cavalos competem de manta.

Barrigueira – O acessório diferencial do Salto é a barrigueira, cinta acolchoada para proteção do cavalo contra as ferraduras quando o animal dobra as patas dianteiras para saltar.

Fonte: Terra
Publicidade