2 eventos ao vivo

Fã de Woods, esquiador diz que fracassou por ver muito pornô

2 mar 2010
09h10
atualizado às 09h27

Um dos favoritos ao título da prova de saída de massa (estilo livre) do esqui cross-country nos Jogos Olímpicos de Vancouver, Odd-Bjoern Hjelmeset foi apenas o 17º colocado na prova por causa de um motivo peculiar: gastou muito de suas energias assistindo a filmes pornôs antes de competir.

Hjelmeset, 38 anos, iniciou sua carreira esportiva em 1993 e desde então chama a atenção exatamente por declarações polêmicas. Ironizando seu desempenho em Vancouver, ele contou aos repórteres que não se comportou como deveria na preparação para a prova disputada no último domingo.

"Creio que vi muito pornô nos últimos dias. Meu apartamento era ao lado do de Peter (Northug, outro integrante da delegação noruguesa) e todos os dias havia ruídos. Acho que por isso esquiei muito mal", disse. Com ou sem os barulhos, Northug brilhou na saída de massa do cross-country, tendo concluído os 50 km em primeiro lugar. Ao lado de Hjelmeset, ele ainda ganhou a medalha de prata no revezamento por equipes.

Campeão mundial da prova em 2007, Hjelmeset ainda terminou suas intervenções com outra ironia. "Certamente Tiger Woods é um grande cara", afirmou, em referência ao golfista envolvido em um escândalo com uma rede de prostituição.

Esqui Cross-Country (M) - 50km Final
Fonte: Terra
publicidade