PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Japonesa

Meu time

Danilo minimiza 'fator Guardiola' e enaltece trabalho de Tite

8 nov 2017 17h03
| atualizado às 17h03
ver comentários
Publicidade

Danilo não defende a Seleção Brasileira desde o dia 5 de setembro de 2015, quando participou da vitória por 1 a 0 em cima da Costa Rica, em um amistoso disputado nos Estados Unidos. Após pouco mais de dois anos, o lateral direito está confirmado na equipe pentacampeã mundial que enfrentará o Japão nessa sexta-feira, em Lille, na França, pelo penúltimo amistoso do Brasil nessa temporada.

"É importante ressaltar minha felicidade de estar de novo na Seleção, com oportunidade de jogar. De maneira nenhuma encaro como pressão, importante é desfrutar os momentos, as glórias não são só títulos. Esse momento é uma felicidade imensa, vou procurar aproveitar, desfrutar, contribuir", comentou o atleta, logo após o treino dessa quarta, no estádio do PSG.

Na mesma entrevista coletiva, Danilo foi questionado sobre o fato de ter crescido de produção no Manchester City, onde é treinador por Pepe Guardiola, um dos maiores treinadores do futebol mundial. Sem desmerecer seu comandante na Inglaterra, o brasileiro não entende que passou a ser convocado para a Seleção Brasileira novamente em função do técnico que tem em seu clube.

"Eu sou muito grato ao Pep (Guardiola) por ter me levado ao Manchester City e tudo o que ele tem feito por mim nesse começo de temporada e, sem dúvida nenhuma, tenho aprendido com ele, mas acho que o mérito é de casa jogador, pelo seu trabalho, pelo o que faz dentro de campo, pelos seus resultados. E acho que é isso que a comissão técnica avalia. Não é você trabalhar com um técnico ou outro que vai te credenciar estar na Seleção Brasileira. Claro, uma coisa vai se somando a outra, mas acho que é muito mais mérito de cada jogador, do trabalho individual", explicou, antes de mudar o foco e ressaltar o que de mais importante tem notado na rotina com Tite.

"É impossível comparar porque trabalho de seleção e de clube são completamente diferentes, pelo trabalho de grupo, pela quantidade de jogos. Eu só posso dizer que estou encantado de trabalhar com o Tite e os resultados que ele obteve aqui não foram à toa, porque ele é um trinador que cuida muito de cada detalhe. Se você quiser ganhar coisas grandes e ter grandes conquistas é muito importante cuidar de cada detalhe, não deixar por conta da sorte ou do azar. E o Tite está cuidado de cada detalhe dentro da Seleção", observou o empolgado substituto de Daniel Alves.

E a entrada de Danilo no time titular do Brasil não é a única mudança na equipe que enfrentará o Japão nessa sexta. Tite vai aproveitar o amistoso para testar outras alternativas. Na terça, contra a Inglaterra, em Wembley, é provável que os principais atletas do grupo retomem suas vagas.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade