PUBLICIDADE
Logo do

Grêmio

Meu time

Jornal: Ronaldinho pode jogar no Grêmio antes de ida aos EUA

1 ago 2014 08h26
| atualizado às 09h54
ver comentários
Publicidade

O que há algum tempo era inimaginável pode estar muito próximo de acontecer. Ronaldinho, que deixou o Grêmio em 2000 como grande promessa e depois se tornou vilão justamente por não voltar o clube que o revelou, estaria perto de vestir o uniforme tricolor gaúcho novamente. As informações foram publicadas na edição desta sexta-feira do jornal Zero Hora.

Foto: Alex Livesey/Fifa / Getty Images

De acordo com a publicação, o astro poderá fazer uma "escala" em Porto Alegre antes de atuar no futebol dos EUA, pelo New York Red Bulls. Algo parecido com que foi feito com Kaká. O ex-meia de Milan e Real Madrid foi contratado pelo Orlando City, mas acabou emprestado ao São Paulo, clube no qual jogará até o fim do ano. Isto porque a equipe americana só disputará a liga profissional (MLS) em 2015. Até lá, o brasileiro manterá o seu ritmo de jogo no Morumbi.

Ronaldinho tem chances de fazer a mesma coisa. Só que no Grêmio. Segundo o Zero Hora, o empresário e irmão do jogador, Assis Moreira, pode oferecer o atleta ao clube gaúcho para um contrato até o final do ano. Ele jogaria por um salário simbólico, reencontraria Luiz Felipe Scolari, técnico que o comandou na maior glória de sua carreira – a conquista do pentacampeonato mundial com a Seleção Brasileira, em 2002 – e, de quebra, reataria a sua relação com a torcida tricolor.

Isso, aliás, seria a prioridade para Ronaldinho. Aos 34 anos, o jogador está perto de encerrar a carreira e teria como um de seus objetivos voltar a ser bem quisto pelos torcedores gremistas. Revelado em 1998, ele deixou a equipe em 2000 como uma grande promessa e, após brilhar intensamente no Barcelona, preteriu-a para jogar pelo Flamengo em 2011. Depois, foi ao Atlético-MG e conquistou a Copa Libertadores da América do ano passado. Antes de deixar o País definitivamente, porém, desejaria conquistar um título brasileiro. E o Grêmio de seu amigo Fábio Koff pode ser o destino ideal para isto.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade