1 evento ao vivo

Declaração de presidente provoca insatisfação esmeraldina

21 abr 2015
12h01
atualizado às 12h15
  • separator
  • 0
  • comentários

Classificado para a final do Campeonato Goiano e dono da melhor campanha na competição, o Goiás convive com um clima de insatisfação de parte de sua torcida. O estopim para o descontentamento, que já era visto com a baixa presença de público, foi uma declaração do presidente do Conselho Deliberativo, Hailé Pinheiro.

Torcedores se aglomeraram na porta da sede do clube
Torcedores se aglomeraram na porta da sede do clube
Foto: Facebook / Reprodução

No último domingo, após a vitória sobre o Goianésia, no Serra Dourada, o dirigente cutucou a torcida esmeraldina que compareceu em pequeno número: 2.247 pagantes. Hailé Pinheiro citou a torcida do arquirrival Vila Nova como exemplo e gerou muita irritação entre os esmeraldinos.

“A única hora que tenho vontade de ser presidente do Vila Nova é quando eu vejo a torcida apoiando o seu time. Ela faz o papel de torcida, não importa o que se passa, ela quer defender a sua camisa. Isso é muito bonito e sempre me entusiasmou isso. Lamentavelmente a nossa torcida não quer vir, o que nós podemos fazer?”, afirmou Hailé Pinheiro em entrevista à Rádio 730.

Um grupo de aproximadamente 80 torcedores estiveram na porta da Serrinha, sede do clube, para protestar, de forma pacífica, contra a diretoria. Além da declaração de Hailé Pinheiro, principal alvo do protesto, os torcedores cobraram mais ambição da diretoria do clube, uma vez que os esmeraldinos desejam uma conquista em âmbito nacional ou até mesmo internacional.

Torcida esmeraldina disparou contra Hailé Pinheiro
Torcida esmeraldina disparou contra Hailé Pinheiro
Foto: Instagram / Reprodução

Outros protestos estão sendo organizados pela torcida. Um deles é o boicote ao jogo contra a Aparecidense, no outro domingo, no Serra Dourada. A intenção da torcida é comparecer em grande número ao estádio, na decisão do Campeonato Goiano, mas ficar do lado de fora.

A torcida do Goiás vive uma espécie de “divórcio” com o clube desde a última rodada do Campeonato Brasileiro Série A de 2013. Naquela ocasião, o time esmeraldino precisava de apenas uma vitória para voltar à Taça Libertadores e acabou derrotada pelo Santos por 3 a 0. No ano passado, o clube teve a pior média de público da Série A e tem levado pouquíssimo público no atual Campeonato Goiano.

 

Fonte: MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra MEI João Paulo Bezerra Di Medeiros - Especial para o Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade