6 eventos ao vivo

Vila Nova vence o Luverdense e se mantém entre os primeiros

16 set 2017
19h01
atualizado às 19h01
  • separator
  • comentários

Com um forte calor no Estádio Serra Dourada, o Vila Nova conseguiu uma vitória muito importante sobre o Luverdense, por 2 a 1. Na maior parte do jogo, o time da casa optou por ser reativo e dar a posse de bola ao adversário. A proposta surtiu efeito e os três pontos vieram de forma muito difícil, com as bolas paradas definindo o resultado para o time de Hemerson Maria.

O Luverdense teve muito mais posse de bola, mas não conseguiu exemplificar isso nos gols. Nem mesmo os 70%, em certo momento da partida, trouxeram o resultado positivo e o time do Mato Grosso segue na parte de baixo da tabela. As trocas realizadas pelo treinador Júnior Dutra não surtiram muito efeito e o time volta para casa com o revés.

Na próxima rodada, o Vila Nova viaja até Minas Gerias para enfrentar o vice-líder América-MG e o Luverdense recebe, no Estádio Passo das Emas, o Oeste para tentar fugir da zona de rebaixamento que já começa a incomodar. Com a derrota, o time do Mato Grosso ocupa a 15° posição, enquanto os goianos, com os três pontos, se mantiveram no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B

O JOGO

O primeiro tempo contou com um embate tático muito grande. Enquanto o Vila Nova se posicionou de forma compacta e dificultou as infiltrações do Luverdense, o time visitante teve mais posse de bola, mas não conseguiu chegar ao gol, mesmo com boas oportunidades criadas. O contra-ataque foi a arma letal do time da casa, que terminou a primeira parte na frente do placar.

A disposição defensiva do Vila era tão grande que a primeira chegada do time do Mato Grosso, aos sete minutos, teve dois arremates bloqueados pelos defensores. Mesmo com dificuldades para controlar o jogo no campo ofensivo, o time goiano abriu o placar. Alan Mineiro, aos 15, completou de perna esquerda o cruzamento de Emerson Luís e marcou. Com a vantagem no placar, a postura de não deixar o visitante infiltrar as linhas de marcação seguiu e a resposta do Luverdense veio na bola parada. Marcos Aurélio bateu falta e obrigou boa defesa do goleiro Luis Carlos. Os contra-golpes do time da casa eram, praticamente, letais. Também por meio da bola parada, o Vila acertou a trave com Alípio, aos 24 minutos. Depois da parada técnica, o jogo ficou mais morno, com menos oportunidades claras.

A tônica do segundo tempo foi a mesma dos primeiros 45 minutos. Com mais posse de bola, o Luverdense chegou ao empate aos 11 minutos. Em cobrança de escanteio, a bola foi desviada no primeiro pau e Rafael Ratão completou para o gol. A igualdade no marcador deixou o jogo mais aberto e o Vila Nova tentou ficar mais tempo com a bola. A posse surtiu efeito e Geovane fez o gol da vitória. Em mais uma jogada de bola parada, a zaga do Luverdense cortou mal e o meio-campista aproveitou a sobra, aos 29 minutos.

Depois de levar o segundo gol, o time do Luverdense ficou novamente por mais tempo com a bola, mas viu os contra-ataques surtirem efeito para a equipe da casa. Aos 38 minutos, a defesa saiu de forma errada e Alan Mineiro quase fez o seu segundo gol no jogo. Com o ferrolho defensivo maior ainda para garantir o resultado, o Vila Nova conseguiu sair com os três pontos cruciais.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA 2 X 1 LUVERDENSE

Local: Serra Dourada, em Goiânia (GO)

Data: 16 de setembro de 2017, sábado

Horário: 16h30 (de Brasília)

Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes: Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (ambos SP)

Gols: Alan Mineiro (Vila Nova), aos 16 minutos 1°T. Rafael Ratão (Luverdense), aos 10 minutos 2°T. Geovane (Vila Nova), aos 29 minutos 2°T

Cartões amarelos: Guly (Luverdense), aos 27 minutos 1°T. PH (Vila Nova), aos 31 minutos 2°T. Roni (Luverdense), aos 40 minutos.

Vila Nova: Luis Carlos; Anderson Luis (Léo Rodrigues), Alemão, Wesley Matos e Mateus Müller; PH, Geovane, Mateus Anderson, Alan Mineiro (Tiago Adan), Moisés (Jenison) e Alípio Brandão

Técnico: Hemerson Maria

Luverdense: Diogo Silva; Aderlan, Moacir, Pablo e William; Paulinho, Guly (Roni), Sergio Mota, Marcos Aurélio (Léo Cereja), Rafael Ratão e Rafael Silva (Douglas Baggio)

Técnico: Júnior Rocha

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade