0

Sheik faz golaço no fim, classifica e põe Corinthians em 1º

7 mar 2018
23h41
atualizado às 23h58
  • separator
  • comentários

O Corinthians quase somou o seu terceiro empate consecutivo na noite desta quarta-feira. Após ficar na igualdade com o Millonarios, pela Copa Libertadores da América, e o Santos, o time de Fábio Carille contou com um gol do jogador mais velho da sua história para derrotar o Mirassol por 1 a 0 em Itaquera. O ídolo Emerson Sheik anotou aos 42 minutos do segundo tempo.

Foto: Newton Menezes / Futura Press

O resultado levou o Corinthians aos 20 pontos ganhos no grupo A do Campeonato Paulista, na primeira colocação, seguido pelo Ituano, com 17. O Mirassol totaliza 11 e é o lanterna da chave D, que tem o Santos (18) como líder.

Na última rodada da fase de grupos do Estadual, no domingo, o Corinthians buscará novo resultado positivo diante do Botafogo-SP, em Ribeirão Preto. O Mirassol receberá o Linense.

Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

O jogo - Atraindo poucos torcedores a Itaquera em uma noite chuvosa, o Corinthians também não parecia muito animado diante do Mirassol. O time de Fábio Carille aceitava a marcação da equipe adversária desde os primeiros minutos, sem buscar alternativas para incomodar o goleiro Fernando Leal.

Entre os estreantes, o ídolo e veterano Ralf tinha uma atuação segura - o Mirassol também não chegava a lhe oferecer tanto trabalho - e ainda se apresentava ao ataque vez ou outra. Já o lateral esquerdo Sidcley, vindo do Atlético-PR, sofria com a falta de entrosamento e era bastante discreto no setor ofensivo, onde costuma se sair melhor.

Foto: Marcello Zambrana/Agif / Gazeta Press

Para acuar o Mirassol, o Corinthians dependia da criatividade e da movimentação da sua linha de quatro jogadores mais avançados. Jadson, contudo, exagerava nos erros de passe. Na direita, Lucca, o substituto do desgastado Romero, estava apagado. E quase ninguém acompanhava as jogadas de efeito de Clayson do outro lado do campo.

Com o Corinthians acomodado, o Mirassol encontrou brechas para se esperançar em ficar em vantagem no marcador. Aos 28 minutos, por exemplo, Douglas Baggio fez um cruzamento perigoso da direita, e a bola passou por todo o mundo. O mesmo jogador obrigou Cássio a espalmar para o lado em um chute de fora da área.

Foto: Mauro Horita / Gazeta Press

Embora o Corinthians até tenha pressionado nos instantes finais do primeiro tempo, o Mirassol perdeu de vez a discrição em Itaquera no princípio do segundo. O time do interior ocupou o campo de ataque e assustou em um desvio pelo alto de Edson Silva. Fábio Carille, preocupado, mandou os seus reservas para o aquecimento já aos quatro minutos.

Antes de trocar peças no Corinthians, o técnico ainda tentou ajeitar o seu time com Lucca centralizado, como referência do ataque, e Jadson na ponta direita. Aos 12, ele mexeu. O experiente Emerson Sheik, bastante aplaudido pelos torcedores, foi o escolhido para substituir Jadson.

Foto: Mauro Horita / Gazeta Press

O Corinthians deixou de ser ameaçado a partir da mudança, mas não chegou a acuar o Mirassol. O máximo que fez foi acirrar um pouco mais o confronto, com jogadas mais ríspidas e discussões. Por isso, Carille recorreu a Pedrinho, novato que estava no ostracismo em 2018, na vaga de Lucca, aos 28.

O Corinthians melhorou, sem empolgar a sua torcida. Só foi levantar o público de Itaquera, de fato, aos 42 minutos. Emerson Sheik dominou bonito em uma sobra de bola e concluiu firme, no alto, para anotar o seu 27º gol como corintiano. Pedrinho, no final, ainda teve a chance de ampliar o placar, mas desperdiçou.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 1 X 0 MIRASSOL

Local: Estádio de Itaquera, em São Paulo (SP)

Data: 7 de março de 2018, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo (SP)

Assistentes: Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP) e Gustavo Rodrigues de Oliveira (SP)

Público: 15.144 pagantes (total de 15.388)

Renda: R$ 611.717,50

Cartões amarelos: Fagner, Clayson e Rodriguinho (Corinthians); Wellington Reis, Gilsinho e Edson Silva (Mirassol)

Gol: CORINTHIANS: Emerson Sheik, aos 42 minutos do segundo tempo

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Henrique e Sidcley; Ralf, Maycon, Lucca (Pedrinho), Jadson (Emerson Sheik), Rodriguinho e Clayson (Mateus Vital)

Técnico: Fábio Carille

MIRASSOL: Fernando Leal; Danilo Boza, Wellington (Riccieli), Edson Silva e Marlon; Wellington Reis, Paulinho (Luís Oyama), Douglas Baggio (Dalberto) e Xuxa; Gilsinho e Zé Roberto

Técnico: Moisés Egert

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade