PUBLICIDADE

Sem VAR, erros de arbitragem comprometem Série B

O último prejudicado foi o Operário-PR, na derrota para o Vila Nova nessa segunda (28)

29 jun 2021 13h25
ver comentários
Publicidade

A cada rodada da Série B se avolumam erros cruciais de arbitragem que acabam punindo alguns clubes com a perda de pontos que podem mais à frente impedir o acesso ou determinar o rebaixamento de alguns deles. Nessa segunda (28), por exemplo, o Operário-PR deixou de entrar no Z-4 ao ser derrotado em casa para o Vila Nova por 2 a 1.

O placar poderia ser diferente se o árbitro tivesse marcado pênalti claro de Éder Monteiro em Alex Silva, no segundo tempo, quando a partida estava empatada em 1 a 1. Jogadores do Operário reclamaram, mas sem o VAR à disposição, não houve checagem do lance.

CBF não adotou o VAR para a Série B do Brasileiro
CBF não adotou o VAR para a Série B do Brasileiro
Foto: Sílvio Alves Barsetti

No final de semana, erros de arbitragem tiveram peso em pelo menos três jogos da Segunda Divisão, todos realizados no sábado. No Maranhão, o Botafogo perdia por 1 a 0 para o Sampaio Correa quando, aos 9 minutos do segundo tempo, após uma dividida na área, Ronald concluiu e o goleiro Mota, do Sampaio, defendeu a bola dentro do gol. Seria o empate do time carioca. Mas o árbitro e o bandeirinha deixaram o jogo seguir. O Sampaio venceu por 2 a 0.

Em Salvador, o Vitória foi batido pelo Londrina por 2 a 1 e o gol derradeiro da equipe paranaense, assinalado pelo volante Tárik, se deu em impedimento. Já no confronto do líder Náutico com o Remo (1 a 1), em Pernambuco, o time da casa acabou beneficiado no gol marcado por Paiva, aos 42 minutos do segundo tempo. Ele estava em posição irregular, mas, como nada foi marcado, o Náutico arrancou o empate.

Papo de Arena Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 
Publicidade
Publicidade