0

Retorno de Cueva deve sacrificar volante no São Paulo de Aguirre

30 mar 2018
08h03
  • separator
  • 0
  • comentários

O retorno de Christian Cueva da seleção peruana pode mexer no esquema implementado pelo técnico Diego Aguirre nos últimos dois jogos do São Paulo. Caso o meia retome a titularidade no meio-campo tricolor, um dos três volantes deve ir para o banco de reservas.

Nos dois clássicos contra o Corinthians, pelas semifinais do Campeonato Paulista, o treinador uruguaio lançou mão de um trio de volantes, formado por Jucilei, Petros e Liziero. Foi a solução encontrada para preencher o setor desfalcado por Cueva, que defendeu o Peru nos amistosos contra Croácia e Islândia, nos Estados Unidos.

Para recolocar o camisa 10 no time, um dos três volantes terá, impreterivelmente, de deixar a equipe, uma vez que o meia Nenê e o centroavante Tréllez foram bem e garantiram suas vagas nos últimos jogos.

Entre os volantes, por suas atuações recentes, Jucilei e Liziero estão à frente do ex-capitão Petros, que caiu de rendimento em relação à temporada passada. O primeiro é peça fundamental do sistema defensivo tricolor, tanto por seu poder de marcação quanto por sua qualidade na saída de bola.

Já o segundo, que soma apenas seis partidas como profissional, foi o principal destaque do Tricolor nos duelos com o Corinthians, sobretudo no jogo de volta, no estádio de Itaquera, onde foi firme na marcação e cadenciou o jogo no meio-campo, com passes e lançamentos certeiros. Apesar de ter desperdiçado o pênalti que determinou a eliminação tricolor, o volante de 20 anos teve sua atuação exaltada por Aguirre.

Outro que deve retornar à equipe é Rodrigo Caio. O zagueiro estava a serviço da Seleção Brasileira e também desfalcou o time na reta final do Paulistão. O camisa 3 tende a voltar na vaga de Bruno Alves, para formar o miolo de zaga ao lado de Arboleda.

Diego Aguirre ainda poderá fazer outras mudanças quando Valdívia voltar a ficar à disposição. O meia-atacante, que se recupera de um estiramento na coxa esquerda, vinha sendo considerado o melhor jogador do time até se machucar contra o São Caetano, no último dia 20.

O departamento médico tricolor não estimou prazo para o seu retorno, mas há a possibilidade de ele voltar para o primeiro encontro com o Atlético-PR, na próxima quarta, na Arena da Baixada, pela Copa do Brasil. Até lá, o técnico são-paulino enfim terá tempo para conhecer a fundo os seus comandados e fazer testes durante os treinos, a começar pela manhã desta sexta-feira, quando o elenco se reapresenta no CT da Barra Funda.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade