PUBLICIDADE

Relembre as frases marcantes de Zagallo: 'Vocês vão ter que me engolir'

Único tetracampeão mundial, Zagallo faleceu na noite da última sexta-feira aos 92 anos.

6 jan 2024 - 09h15
(atualizado às 10h09)
Compartilhar
Exibir comentários
Zagallo pela Seleção
Zagallo pela Seleção
Foto: Reprodução/Globo / Esporte News Mundo

Único tetracampeão mundial, Zagallo morreu na noite da última sexta-feira aos 92 anos. O ícone do futebol mundial deixou várias frases marcantes ao longo de sua história no esporte. A primeira sem dúvidas é o "vocês vão ter que me engolir". O treinador, na época, recebia muitas críticas como técnico da seleção antes da Copa de 98 e não costumava aceitá-las. Em junho de 1997, o Brasil conquistou a Copa América, na Bolívia, ao vencer a seleção da casa por 3 a 1. Ele, então, disparou essa frase histórica.

Confira mais frases

"A Holanda é muito tico-tico no fubá, que nem o América dos anos 50". Essa é uma frase da qual Zagallo se arrependeu, durante a Copa do Mundo de 1974, na Alemanha. O Brasil, comandado por ele, enfrentaria a sensação da competição, o carrossel holandês.

"Sou a favor do sexo antes, depois e até durante o jogo". Na Copa de 98, Zagallo, técnico do Brasill, se posicionou contra a proibição da presença das mulheres dos jogadores na concentração da seleção na França.

"As pessoas me chamam de idiota, retranqueiro e estúpido, mas fico só ouvindo e ganhando títulos". Desabafo pouco antes da conquista do tetra em 1994. Ele era, então, coordenador-técnico do titular Carlos Alberto Parreira.

"Não gostaria que os torcedores me chamassem de cavalo. De burro não ligo, porque o burro é inteligente". No ano de 2001, comandava o Flamengo, mas não estava tendo bons resultados com o time. Zagallo se defendeu com extremo bom humor aos xingamentos.

"Eles não acham o Saddam Hussein nem o Bin Laden. Acharam o Zagallo". Em 2003, Zagallo teve problemas ao passar pelo aeroporto de Los Angeles. Ele quase foi barrado, porque tinha um visto da Arábia Saudita em seu passaporte. Bin Laden (morto em 2011) e Saddam Hussein (enforcado em 2006) ainda estavam desaparecidos.

Luto

O presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, decretou luto de sete dias em homenagem à memória do "eterno campeão", como explicado em nota divulgada pela Confederação. Além disso, também foi decretado um minuto de silêncio em todas as partidas da primeira rodada das Eliminatórias da Copa do Nordeste, que começa neste sábado, 6.

"A CBF e o futebol brasileiro lamentam a morte de uma das suas maiores lendas, Mário Jorge Lobo Zagallo.  A CBF presta solidariedade aos seus familiares e fãs neste momento de pesar pela partida deste ídolo do nosso futebol ", afirmou Rodrigues.

Em 2022, a Confederação inaugurou uma estátua em homenagem a Zagallo no Museu da CBF.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade