PUBLICIDADE

Por que o Uruguai tem quatro estrelas na camisa? Veja quais são os títulos da Celeste

Seleção uruguaia é bicampeã mundial, em 1930 e 1950, e conquistou a medalha de ouro olímpica em 1924 e 1928

2 dez 2022 - 13h42
(atualizado às 13h51)
Compartilhar
Exibir comentários

Na Copa do Mundo, as seleções campeãs mundiais têm, acima de seu escudo, estrelas que simbolizam o número de títulos conquistados ao longo dos 92 anos de história da competição. O Brasil, por exemplo, tem cinco; Alemanha e Itália, quatro; Inglaterra e Espanha, campeãs em 1966 e 2010, têm apenas uma estrela em sua camisa. Somente uma seleção foge à regra: o Uruguai, bicampeão mundial, mas que ostenta quatro estrelas em seu uniforme.

O fato pode causar estranheza a um primeiro olhar, mas ele remonta as origens da Fifa e da Copa do Mundo. A entidade máxima de futebol, fundada em 1904, acompanha o crescimento do futebol como esporte, ainda amador, no final do século 19 e início do 20. Ele já havia participado dos Jogos Olímpicos de 1900 e 1904 como esporte de demonstração e a partir de 1908, na Olimpíada de Londres, se tornou oficial no planejamento do COI.

O Uruguai é a única seleção que foge a essa regra. Desde 1992, a Associação Uruguaia de Futebol (AUF) utiliza quatro estrelas em seu escudo, sem objeções da Fifa ou da Conmebol, alusivos às duas conquistas mundiais, em 1930 e 1950, e às duas medalhas de ouro olímpica, de 1924 e 1928, tidas como campeonatos mundiais.

Nos últimos Mundiais disputados, em 2002, 2010, 2014, 2018 e 2022, a permissão para o uso das quatro estrelas foi concedida pela Fifa. No entanto, em 2021, a entidade chegou a pedir à Puma, marca que confecciona os uniformes da seleção uruguaia, que apenas duas estrelas fossem mantidas no uniforme.

Isso acontece porque, antes do Mundial da Rússia, as estrelas do Uruguai eram confeccionadas dentro do emblema. Desde então, os uniformes contam com os símbolos bordados acima do escudo. A mesma mudança aconteceu com a Itália, que passou a ter as alusões aos seus quatro títulos apenas em 2017, quando modernizou seu emblema.

"A Fifa sempre reconheceu, inclusive publicamente, que o Uruguai tem quatro mundiais porque (os torneios de) 1924 e 1928 foram organizados pela Fifa, e 1930 é quando decidiram fazer os campeonatos de maneira independente", afirmou o vice-presidente da AUF, Gastón Tealdi, em entrevista à agência espanhola EFE. Com o apoio de historiadores e pesquisadores, a Fifa voltou atrás dessa decisão e permitiu que o Uruguai utilizasse as quatro estrelas.

"Queremos demonstrar que o Uruguai foi campeão do mundo quatro vezes, por mais que não se disputassem Copas do Mundo antes de 1930?, disse o dirigente da AUF, Jorge Casales, no último ano.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade