PUBLICIDADE

Organizadas de Atlético-MG e Cruzeiro são banidas após morte de torcedor

Ministério Público de Minas Gerais fez o anúncio nesta segunda-feira. O banimento é válido por dois anos e ocorre após morte de um torcedor no sábado.

4 mar 2024 - 15h13
(atualizado às 15h13)
Compartilhar
Exibir comentários
Torcidas organizadas estão banidas
Torcidas organizadas estão banidas
Foto: Pedro Vilela/Getty Images / Esporte News Mundo

As organizadas de Atlético-MG (Galoucura) e Cruzeiro (Máfia Azul) foram banidas, temporariamente, pelo Ministério Público de Minas Gerais, em anúncio nesta segunda-feira. O banimento é válido por dois anos e ocorre após morte de um torcedor no último sábado.

Elas estão proibidas de frequentar estádios no território nacional e seus respectivos entornos nos dias de jogos, respeitando um raio de cinco mil metros. De acordo com o Ministério Público de Minas Gerais, o banimento temporário consistirá na proibição do uso, porte e exibição de qualquer vestimenta, faixa, bandeira, instrumento musical ou qualquer objeto que possa caracterizar a presença da torcida nos estádios ou seus respectivos entornos nos dias de jogos. Em caso de não cumprimento, a multa é de R$ 50 mil.

No último sábado, um cruzeirense de 28 anos foi morto em uma briga, no último sábado, entre torcedores de Atlético e Cruzeiro, na Avenida Tereza Cristina, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. Outros três homens ficaram feridos. Os times jogaram em Belo Horizonte no mesmo horário neste sábado, pelo Campeonato Mineiro.

Antes desta briga, no clássico disputado no início de fevereiro, as organizadas já tinham se confrontado antes da partida. Naquela ocasião, integrantes de uma torcida organizada do Cruzeiro tentaram realizar uma emboscada contra um ônibus de uma organizada do Atlético, que estaria a caminho do clássico. A Polícia Militar esteve no local e dispersou a confusão. O torcedor que ficou ferido dispensou atendimento. Ninguém foi preso.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade