6 eventos ao vivo

Na estreia de Tencati, Atlético-GO fica no empate com Grêmio Anápolis

4 fev 2018
18h56
  • separator
  • 0
  • comentários

Pela sexta rodada do Campeonato Goiano, neste domingo, o Atlético-GO foi até Anápolis para enfrentar o Grêmio Anápolis, no Estádio Jonas Duarte, na estreia do técnico Cláudio Tencati. Em jogo movimentado, o Rubro-negro perdeu boas chances de gol, levou alguns sustos atrás e acabou voltando a Goiânia com um empate por 1 a 1 na bagagem. Zé Uilton abriu o placar para o time da casa, enquanto Cristhyan igualou para os visitantes.

O resultado é ruim para o Dragão, que amarga a lanterna do Grupo A, com apenas quatro pontos ganhos e nenhuma vitória conquistada. O time tem o Itumbiara pela frente na próxima rodada. O Grêmio Anápolis, por sua vez, ocupa a terceira posição do Grupo B, com oito pontos somados, e pega o Anapolina no final de semana que vem.

O jogo - O Atlético-GO foi superior no primeiro tempo, embora tenha demorado um pouco para se soltar em campo. Precisando da vitória, o time se lançou ao ataque, criou jogadas de perigo e por pouco não foi pro intervalo com a vantagem no placar.

Cristhyan foi o principal nome do time, tendo duas boas chances de abrir o placar. Na primeira, fez boa jogada individual, invadiu a área e bateu cruzado. O goleiro João Vitor não conseguiu fazer a defesa, mas contou com a sorte e viu a bola sair pela linha de fundo. Na segunda, recebeu em ótima condição para finalizar, dentro da área, de frente para o arqueiro adversário, que fez a defesa e evitou o gol do Dragão.

O Grêmio Anápolis também levou perigo, sobretudo com os pés de Yago. Aos 26 minutos, o atacante recebeu o passe de cabeça de Rodrigo Mucuri e emendou um belo voleio. A bola tinha endereço certo, mas Klever tratou de espalmar, salvando o Atlético.

Já na etapa final, o jogo mudou logo de cara. Aos cinco minutos, Roniel passou pelo zagueiro William Alves e serviu Zé Uilton. O atacante não perdoou, empurrou para dentro e abriu o placar para o time da casa.

A reação do Dragão veio aos 11. Após conclusão de Tomas Bastos, João Vitor deu o rebote e Cristhyan, premiado pela insistência, estufou as redes.

Aos 17, foi a trave que salvou o Atlético-GO. Zé Uilton deixou o lateral Bruno Santos para trás e, invadindo a grande área, soltou o pé. O goleiro Klever não alcançou e viu a redonda se chocar com o poste à sua esquerda.

O Atlético partiu para cima nos minutos finais do jogo. Aos 34, Cristhyan por pouco não fez o segundo, após passe de Wesley Natã dentro da área. O jovem bateu colocado e viu a bola lamber a trave direita de João Vitor. Aos 36, foi a vez de Roger ficar no quase, ao ver seu chute defendido pelo goleiro adversário.

Dadas as limitações apresentadas pelo Dragão até agora no Goianão, Tencati terá um trabalho duro para recuperar o futebol rubro-negro e evitar um fracasso no campeonato estadual.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade