1 evento ao vivo
Logo do Mundial de Clubes
Foto: terra

Mundial de Clubes

Nos pênaltis, Nacional vence América e fica em 3º no Mundial

18 dez 2016
07h23
atualizado às 08h54
  • separator
  • comentários

O Nacional de Medellín conquistou o terceiro lugar do Mundial de Clubes da Fifa neste domingo, ao bater o América do México por 4 a 3, nos pênaltis, no Estádio Internacional de Yakohama, após empate por 2 a 2 no tempo normal.

Jogadores do Atlético Nacional comemoram a vitória nos pênaltis e a terceira colocação no Mundial de Clubes
Jogadores do Atlético Nacional comemoram a vitória nos pênaltis e a terceira colocação no Mundial de Clubes
Foto: EFE

O time colombiano abriu o placar logo no início do jogo, aos 6 minutos, graças à colaboração do adversário. Bocanegra lançou Berrío em profundidade, já na entrada na área. Na corrida, Samudio, ex-Cruzeiro, tentou cortar, mas acabou pegando errado na bola e chutou contra o próprio gol.

O Nacional ampliou pouco depois, aos 26. Berrío tabelou com Macnelly Torres e cruzou rasteiro para Guerra, que tocou com categoria por cima do goleiro para marcar o segundo.

O América conseguiu se recuperar antes do intervalo. Aos 38 minutos, Samudio se recuperou do gol contra, foi à linha de fundo pela esquerda e cruzou na medida para Arroyo, que pegou de primeira dentro da área e chutou firme para diminuir a vantagem.

Empolgado com o gol, o time mexicano voltou melhor para o segundo tempo e partiu em busca do empate. Aos 17 minutos, Samudio foi derrubado na área por Henriques na área. A bola sobrou para Peralta, que teve o chute bloqueado pelos zagueiros. O árbitro, porém, atrasado, marcou o pênalti. O próprio Peralta bateu e igualou.

O jogo permaneceu muito disputado até o fim do tempo regulamentar e o terceiro lugar no Mundial foi decidido também nos pênaltis.

O América começou muito mal nas cobranças. Martínez, o primeiro a bater, pegou mal na bola e chutou muito alto. O mesmo ocorreu com Samudio, o segundo do time a colocar a bola na marca. O lateral ainda bateu pior do que o companheiro e isolou. Pelo lado do Nacional, no entanto, apenas Nieto desperdiçou.

Coube ao atacante Borja, carrasco do São Paulo na Taça Libertadores, fechar a série. Confiante, o artilheiro não teve dificuldades para deslocar o goleiro Muñoz e confirmar o Nacional como terceiro colocado do Mundial de Clubes.

Jogadores do Atlético Nacional comemoram a vitória nos pênaltis e a terceira colocação no Mundial de Clubes
Jogadores do Atlético Nacional comemoram a vitória nos pênaltis e a terceira colocação no Mundial de Clubes
Foto: EFE
EFE   
  • separator
  • comentários
publicidade