1 evento ao vivo

Contratação de CR7 gera reclamações na Fiat

Sem aumento há dez anos, funcionários da Fiat reclamam dos 100 milhões de euros para trazer CR7 para a Juventus

10 jul 2018
15h48
atualizado às 15h48
  • separator
  • comentários

A chegada de Cristiano Ronaldo, o CR7, para o time da Juventus, na Itália, está causando problemas para a Fiat-Chrysler (FCA). O jogador foi contratado por 100 milhões de euros junto ao Real Madrid, onde jogou por 9 anos. Os trabalhadores das fábricas da Fiat estão bravos. Segundo o jornal AS, a reclamação é pelo gasto de 100 milhões com um jogador sendo que a companhia não dá aumento aos funcionários há dez anos.

Trabalhadores da FCA estão bravos por conta dos valores exorbitantes da transferência de CR7 para a Juventus
Trabalhadores da FCA estão bravos por conta dos valores exorbitantes da transferência de CR7 para a Juventus
Foto: Reuters

A reclamação leva em conta que essa é a segunda contratação de altos valores: a "Juve" já havia contratado o argentino Higuaín. Os funcionários perderam cerca de 10% do salário em relação a inflação na última década. O valor gasto para trazer o CR7 ao time daria 200 euros de aumento para cada funcionário, por mês.

Juventus e FCA Fiat-Chrysler

A ligação entre a Juventus e a Fiat-Chrysler (FCA) é intrínseca. Não é apenas o patrocínio de 26,5 milhões de euros por ano para estampar a marca da Jeep. As duas empresas tem o mesmo acionista majoritário, a família Agnelli

Veja também:

 

Estadão
  • separator
  • comentários
publicidade