PUBLICIDADE

Ceni reconhece baque tricolor com expulsão de Lúcio: "fatal"

2 mai 2013 - 22h43
(atualizado em 3/5/2013 às 02h11)
Ver comentários
<p>Lúcio foi expulso do jogo aos 34min do primeiro tempo</p>
Lúcio foi expulso do jogo aos 34min do primeiro tempo
Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Rogério Ceni deixou o gramado do Estádio do Morumbi rapidamente depois da derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, nesta quinta-feira, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores da América.

Em entrevista rápida antes de descer para os vestiários, o goleiro tricolor apontou um fator determinante para o resultado da partida: a expulsão do zagueiro Lúcio, ainda no primeiro tempo. 

"Qualquer perda de jogador é fatal quando você tem duas equipes muito equilibradas, ou então uma considerada favorita", disse Rogério Ceni. O São Paulo vencia o Atlético-MG por 1 a 0 quando Lúcio cometeu falta dura em Bernard aos 34min do primeiro tempo, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso. 

A saída de Lúcio fez Ney Franco sacar  o atacante Ademilson e promover a entrada de Rhodolfo, que formou dupla com Rafael Tolói. Sete minutos depois, porém, o Atlético-MG empatou com Ronaldinho. A virada saiu aos 14min da etapa final, com o ex-tricolor Diego Tardelli. 

A derrota em casa nesta quinta deixou o time de Ney Franco em situação delicada na Copa Libertadores: para eliminar o Atlético-MG, o São Paulo terá que vencer o rival por dois gols de diferença na Arena Independência no jogo de volta na próxima quarta-feira - ou então por um gol, desde que com placar superior a 3 a 2. 

"Foi uma pena (derrota no Morubi). Agora vamos nos reunir e ver o que fazer para o próximo jogo lá em Minas", concluiu Rogério, descendo os degraus e encaminhando-se para os vestiários. 

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade