1 evento ao vivo

Léo Moura minimiza rodízio na lateral e celebra crescimento do reserva

Leonardo Gomes foi escolhido por Renato Gaúcho para ser titular em jogo da Libertadores

20 set 2018
20h10
  • separator
  • comentários

Titular da lateral direita do Grêmio desde a saída de Edílson, Léo Moura está voltando a ter a concorrência na posição. Isso porque seu reserva imediato, Leonardo Gomes, deixou para trás a desconfiança, cresceu de produção e tem sido elogiado pelo técnico Renato Gaúcho e a torcida. Engana-se, no entanto, quem acredita que isso incomoda o dono da vaga.

"Me sinto muito feliz com o crescimento do Léo Gomes. Ele chegou aqui com muita desconfiança, trabalhou e hoje está mostrando sua capacidade. Dei e dou toda a força para ele. Tento ajudá-lo no que for possível. A minha felicidade é a mesma dele. Já não tenho mais esse orgulho todo em dizer que sou titular. O Grêmio é um grupo, todo companheiro ajuda", declarou Léo Moura nesta quinta-feira.

Depois de ser titular na vitória do fim de semana sobre o Paraná, pelo Campeonato Brasileiro, o lateral foi poupado do jogo de ida das quartas de final da Libertadores contra o Atlético Tucumán, terça-feira, na Argentina. Leonardo Gomes entrou e foi um dos destaques em campo.

"Ao longo do tempo, você vê que cada jogo é diferente. O Renato conversou comigo, me deixou bem à vontade. Como atuei no final de semana, optamos por não ir (para a Argentina) porque era muito pouco tempo de descanso. A liberdade que o Renato me dá é tranquila. Sei do meu potencial e quando posso ajudar", afirmou Léo Moura.

Aos 39 anos e vivendo bom momento, o jogador garantiu que ainda não pensa em aposentadoria. "Não tem como eu parar agora, ainda tem muita brecha por aí, como diz o Douglas. Falta muito lateral-direito no Brasileirão e me sinto muito bem. Quando entender que não terei mais condições de acompanhar o nível, aí sim vou parar."

Nesta quinta, o Grêmio se reapresentou em Porto Alegre após o triunfo em Tucumán e iniciou a preparação para o duelo com o Ceará, domingo, em casa. Os titulares fizeram um trabalho regenerativo, enquanto o restante do elenco foi a campo para um coletivo contra o time sub-23. Os reservas venceram por 1 a 0, com gol de Jean Pyerre.

Estadão

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade