PUBLICIDADE

Futebol Internacional

Médico diz que zagueiro do Valencia sofreu lesão mais grave possível

Tchouaméni caiu em cima da perna de Diakhaby, que se preparava para afastar a bola; peso fez com que o joelho do jogador dobrasse para dentro

4 mar 2024 - 23h59
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Jose Jordan/AFP via Getty Images - Legenda: Mouctar Diakhaby em ação pelo Valencia contra o Real Madrid no Estádio Mestalla / Jogada10

A lesão do zagueiro Mouctar Diakhaby deixou em choque todos que acompanhavam a partida entre Valencia e Real Madrid, no último sábado (2), pela 27ª rodada do Campeonato Espanhol. Os especialistas na área, inclusive.

O Valencia informou, aliás, que o defensor sofreu uma luxação no joelho direito ao disputar bola com Tchouaméni na primeira etapa. Diakhaby continua passando por exames no hospital.

O doutor Enrique Gastaldi, diretor do serviço de traumatologia esportiva, enfatizou a gravidade da lesão e não comunicou prazo para volta aos gramados. A imprensa espanhola chegou a afirmar que o jogador poderia ficar ausente de nove a 12 meses.

"Essa é a lesão mais grave que alguém poderia sofrer. Afinal, quando o joelho se desloca, o osso sai do lugar. Isso significa, portanto, romper os ligamentos e, uma vez rompidos, devemos descartar uma lesão vascular. Isso porque pode romper alguma artéria. A prioridade, portanto, é que volte a andar", disse Gastaldi ao SER Deportivos Valencia.

Diakhaby se machucou quando Tchouaméni, sem querer, caiu em cima da perna do defensor, que se projetava para afastar a bola. Com o peso, o joelho dobrou para dentro.

Aos 27 anos, o zagueiro, revelado pelo Lyon, está no Valencia desde a temporada 2018-2019. Soma, portanto, mais de 150 jogos pelo clube espanhol.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade