PUBLICIDADE

Tite revela que CBF tentou marcar amistoso contra Inglaterra: "Queria muito"

11 mai 2022 12h37
ver comentários
Publicidade

Na manhã desta quarta-feira, o técnico Tite anunciou a convocação para os amistosos da Seleção Brasileira contra Coreia do Sul e Japão, que serão realizados em junho. Em coletiva, o treinador revelou que a CBF tentou marcar um amistoso contra a Inglaterra, mas não foi possível.

Tite deixou claro que a entidade fez de tudo possível para agendar confrontos contra seleções europeias, como é cobrado por parte de torcedores e imprensa. Segundo o treinador, o "mundo real" não permitiu isso.

"O mundo ideal e o real… A gente lutou para fazer o jogo contra o vice-campeão europeu, a gente procurou enfrentar a Inglaterra, mas não foi possível. Buscamos todas alternativas, gostaria que fosse Inglaterra, Itália, Bélgica, Holanda, Alemanha… Não dá. No mundo real, não dá. Buscamos a melhor seleção ranqueada possível para fazer o enfrentamento", disse Tite.

O treinador também falou o que espera desses amistosos de junho. Apesar da proximidade com a Copa do Mundo, Tite entende que o Brasil precisa de alguns ajustes.

"Expectativa de consolidar e evoluir. O modelo precisa ser mais criativo e colocamos isso a algum tempo atrás. Nesses últimos cinco jogos atingimos esse nível e queremos consolidar. Precisamos ser criativos e transformar em gol, contra diferentes adversários. É sim uma preparação importante esses dois enfrentamentos, inclusive contra o Japão', comentou.

O Brasil também enfrentaria a Argentina, na Austrália, no dia 11, mas o amistoso foi cancelado. Segundo Juninho Paulista, coordenador de futebol da CBF, a tendência é que a Seleção enfrenta alguma seleção africana no lugar.

Tite falou sobre aspectos táticos das seleções africanas e asiáticas que podem dificultar a vida do Brasil e que servem como testes, pensando na Copa do Mundo. "São equipes rápidas, e a relação tempo-espaço fica diminuída. Há uma rápida compactação, diferentemente da Turquia, que nós enfrentamos, por exemplo. A Turquia é um time mais pesado, posicional, que não transita, de contato físico. Já essas seleções te trazem uma velocidade ao jogo muito maior, o tempo fica mais difícil, fora a qualidade técnica e individual", completou.

O Brasil enfrenta a Coreia do Sul no dia 2 de junho, em Seul. Depois, pega o Japão, em Tóquio, no dia 6. Esta é a penúltima convocação do Brasil antes da disputa da Copa do Mundo do Catar, que será realizada no final do ano. A equipe de Tite ainda tem um confronto adiado para ser feito contra a Argentina, em setembro, válido pelas Eliminatórias do Copa do Mundo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade