PUBLICIDADE

Simeone vibra com atuação de Fernando Torres em clássico

16 jan 2015
09h11 atualizado às 14h42
0comentários
09h11 atualizado às 14h42
Publicidade
<p>Torres fez um gol logo no início do jogo</p>
Torres fez um gol logo no início do jogo
Foto: Denis Doyle / Getty Images

Os gols marcados por Fernando Torres diante do Real Madrid, na última quinta-feira, não só deram a classificação ao Atlético de Madrid na Copa do Rei, como também serviram para aumentar as estatísticas do atacante contra os merengues, que até então eram preocupantes.

Feliz pela classificação às quartas de final - e a consequente eliminação do rival -, o técnico Diego Simeone vibrou com a atuação do camisa 19, mas fez questão de destacar o jogo coletivo da equipe.

Se antes o retrospecto contra o Real Madrid (atuando por Liverpool ou Atlético) era de apenas duas redes balançadas em nove partidas, com duas vitórias, três empates e quatro derrotas, Torres conseguiu alterar o cenário com dois gols no mesmo jogo, passando a desafiar o "tabu" instaurado até então.

Feliz pela adaptação do atacante, Simeone reforçou que nada se consegue apenas por méritos individuais. "Não há respostas individuais, é preciso destacar o trabalho coletivo sempre", declarou, tecendo elogios a Torres.

"Quando saiu aqui da base era um garoto muito jovem para tudo que passou, mas conseguiu responder muito bem. Se foi, cresceu, e agora se tornou um homem. Estou muito contente por ele, por ele ter respondido como respondeu neste clássico. A torcida está feliz, até agora sua chegada está nos fazendo muito bem, pena que alguns duvidavam", comentou Simeone, sem poupar elogios ao espanhol, que substituiu o gripado Mandzukic.

O comandante confessou, ainda, que o gol logo no início do jogo não estava nos planos, e ajudou o Atlético a suportar a pressão da torcida, que lotou as arquibancadas do Santiago Bernabéu por conta da promoção no preço dos ingressos.

"Estava duro, tinha muita gente, a coreografia da torcida era muito bonita, mas um gol tão no início marcou o ritmo da partida. Jogamos contra a melhor equipe do mundo, campeã do mundo e da Liga dos Campeões, que aproveitou toda a pressão para jogar em cima no primeiro tempo", analisou.

Após passar pelo Real, Simeone terá que comandar o Atlético em outro desafio. Nas quartas de final da Copa do Rei, a equipe medirá forças com o Barcelona, que despachou o Elche com sonoros 9 a 0 no placar agregado.

Os dois clássicos, porém, não assustam o treinador. "Sempre me ensinaram que é melhor passar do que ficar de fora, sempre objetivamos passar adiante. O Atlético deve competir em todas as competições que participe, não vamos mudar nosso pensamento", garantiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade