PUBLICIDADE

Acusados de xenofobia, Griezmann e Dembelé se defendem

Jogadores do Barcelona publicaram pedidos de desculpa em suas redes sociais após vídeo mostrá-los rindo de funcionários de hotel no Japão

5 jul 2021 15h58
| atualizado às 17h25
ver comentários
Publicidade

Antoine Griezmann e Ousmane Dembelé foram acusados de xenofobia por conta do vazamento de um vídeo dos dois jogadores do Barcelona em um hotel no Japão em 2019. Na ocasião, os jogadores apareciam rindo de funcionários do estabelecimento enquanto os mesmos tentavam consertar uma TV do local, mas ambos os atletas negam as acusações.

Griezmann e Dembelé foram acusados de xenofobia (Foto: Reprodução/ Instagram)
Griezmann e Dembelé foram acusados de xenofobia (Foto: Reprodução/ Instagram)
Foto: Lance!

"Todas essas caras feias só para você jogar PES, não tem vergonha?", disse Dembelé para Griezmann, que aparece dando risada no vídeo, enquanto filmava o jogador francês. "Que tipo de língua ao contrário é essa? Vocês são avançados tecnologicamente em seu país ou não?", completou o jogador, se referindo ao idioma falado pelos japoneses e também ironizando em relação aos trabalhadores.

Os jogadores usaram as redes sociais para fazer a defesa das acusações realizadas. Embora negue que tenha tentado ofender alguém, Dembelé pediu desculpas. "Acontece que usei esse tipo de expressão com meus amigos, independentemente de suas origens. Peço desculpas, portanto, já que possa ter prejudicado as pessoas presentes nessas imagens", postou o atleta em seu Instagram.

Assim como Dembelé, Griezmann negou as acusações feitas contra ele, mas se desculpou pelas ofensas. O atacante da seleção francesa e do Barcelona ainda disse reprovar qualquer forma de discriminação. "Rejeito com firmeza as acusações feitas contra mim e lamento ter ofendido algum de meus amigos japoneses. Sempre fui totalmente contra todas as formas de discriminação", publicou Griezmann em sua conta no Twitter.

 

Lance!
Publicidade
Publicidade