1 evento ao vivo

Inter encara o Athletico-PR em duelo visto como 'divisor de águas' no Brasileirão

Em caso de derrota, os gaúchos poderão se distanciar do objetivo de ficar na zona de classificação à Libertadores

31 out 2019
08h41
atualizado às 08h41
  • separator
  • 0
  • comentários

A partida diante do Athletico-PR, nesta quinta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 29.ª rodada, poderá ser um divisor de águas para o Internacional no Campeonato Brasileiro. Em caso de derrota, os gaúchos poderão se distanciar do objetivo de ficar na zona de classificação à Copa Libertadores da competição, além de perder moral para o clássico de domingo com o arquirrival Grêmio. Confira onde assistir.

O jogo também vai marcar o reencontro com o Athletico-PR, que em setembro frustrou a torcida do Inter ao conquiastar no estádio o título da Copa do Brasil. Apesar disso, jogadores como Rodrigo Lindoso e D'Alessandro afirmarem em entrevista coletiva durante a semana que não existe clima de revanche.

"Não há revanche, são três pontos importantíssimos para quebrar esta sequência. Dependendo de resultados paralelos, podemos entrar no G4, ou ficar perto, no bolo de cima na tabela para poder brigar até o final", disse o meia argentino.

Em sua segunda partida no comando do time, o técnico Zé Ricardo tentará implementar alguns de seus conceitos na equipe. Sábado, na Fonte Nova, em Salvador, o time venceu, por 3 a 2, o Bahia e chegou aos 45 pontos.

D'Alessandro está liberado para atuar após cumprir suspensão diante do Bahia. Neilton volta a ser opção no banco de reservas. Outro que volta ao time é o zagueiro Rodrigo Moledo, recuperado de uma lesão muscular na coxa esquerda. Ele fará dupla com Victor Cuesta. No meio-campo, Patrick, Guilherme Parede e Wellington Silva disputam uma vaga. Já Bruno Fuchs está suspenso.

Athletico-PR não terá Cittadini

Após conquistar a Copa do Brasil, o Athletico Paranaense reencontra o Internacional nesta quinta-feira, às 21h30, no Beira-Rio, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. O técnico Tiago Nunes terá praticamente força máxima. A única exceção é o meia Léo Cittadini, que sequer viajou com a delegação. O atleta foi vetado pelo departamento médico.

Bruno Nazário e Nikão brigam pela posição no meio-campo. Por outro lado, o treinador poderá contar com o lateral Madson e o atacante Marcelo Cirino. Ambos não participaram da goleada do time por 4 a 1 sobre o Goiás.

"Seguimos com o objetivo de chegar no G6 do Campeonato Brasileiro, que era nosso objetivo desde o início da temporada. Ter a possibilidade de chegar nas primeiras posições faz com que a gente continue com foco até o fim", disse o treinador.

O zagueiro Thiago Heleno seguiu a linha de raciocínio de Tiago Nunes. "Outro campeonato. Inter briga por alguma coisa, a gente também. Conquistamos a Copa do Brasil, mas sabemos que podemos conquistar algo a mais. Vamos dar o nosso melhor para conquistar a vitória", afirmou Thiago Heleno.

Com o sexto melhor aproveitamento como visitante, o time paranaense vem de três jogos sem derrota no Brasileirão e ocupa a oitava colocação.

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade