0

Griezmann questiona ausência entre os três melhores do mundo

5 set 2018
08h22
atualizado às 13h51
  • separator
  • 0
  • comentários

Grande destaque do Atlético de Madrid e uma das referências técnicas da seleção francesa, campeã mundial em solo russo, Antoine Griezmann não foi lembrado pela Fifa, assim como nenhum de seus compatriotas, para figurar entre os finalistas ao prêmio The Best, que irá eleger no dia 24 de setembro, em Londres, o melhor jogador do mundo na última temporada.

Em entrevista ao jornal L'Equipe, o camisa sete questionou a ausência de jogadores franceses entre os melhores da temporada, haja visto o número de estrelas que a seleção tem à sua disposição e os destaques na Copa do Mundo. Para Griezmann, não ter nenhum campeão mundial entre os melhores é, de certa forma, "surpreendente".

"Fomos campeões da Copa do Mundo e não há nenhum jogador francês entre os finalistas. É estranho. E, além do mais, a Copa do Mundo é organizada pela Fifa, certo? São decisões próprias, mas não ter um campeão do mundo é surpreendente", disse o atacante francês.

Da seleção da França campeã mundial neste ano, apenas Didier Deschamps foi lembrado pela entidade máxima do futebol, concorrendo a melhor técnico contra o compatriota e ex-comandante do Real Madrid, Zinédine Zidane, e Zlatko Dalic, treinador da Croácia, vice-campeã. Entre os atletas, Cristiano Ronaldo, Luka Modric e Mohamed Salah disputam o posto de melhor jogador do mundo.

"Creio que a temporada passada fui muito bem, provavelmente foi o melhor ano da minha carreira. Tiveram temporadas em que marquei mais gols, mas a nível de atuação e troféus coletivos foi o melhor. Não digo que eu não ganhar o prêmio seja injusto, mas me pergunto o que mais preciso fazer para poder estar entre os finalistas. Ganhei troféus, fui importante nos momentos decisivos. Mas, claro, não sou eu que voto", ressaltou Griezmann.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade