PUBLICIDADE

Formiga recebe homenagens de Pelé, Marta e Neymar em sua despedida da seleção brasileira

Jogadora de 43 anos veste a camisa amarelinha pela última vez nesta quinta-feira diante da Índia, no Torneio Internacional de Manaus

25 nov 2021 13h36
| atualizado às 14h27
ver comentários
Publicidade

Aos 43 anos, 26 deles dedicados à seleção brasileira, a meio-campista Formiga faz nesta quinta-feira à noite seu jogo de despedida com a camisa amarelinha, diante da Índia, no Torneio Internacional de Manaus. Antes de entrar em campo, a jogadora foi reverenciada por grandes celebridades do futebol, entre elas Pelé, Marta, Cristiane, Daniel Alves, Alisson, Cafu, Kaká, Neymar, Thiago Silva, Marquinhos e até o técnico Tite. Todos deixaram mensagens à jogadora.

A CBF vem prestando as devidas homenagens ao longo do dia, com imagens históricas de Formiga, os bastidores desta despedida, o último treino... Visivelmente emocionada, a rainha Marta abriu a série de homenagens nas redes sociais da entidade. Tentando segurar as lágrimas, a camisa 10 teceu elogios à companheira de muitos anos na seleção brasileira.

"Meu, já estou até emocionada, falar da Formiga é difícil demais, porque ela é uma pessoa que tem tantas qualidades, né, como atleta e pessoa", iniciou Marta, apontando para os olhos marejados. "Fica difícil falar todas as qualidades em um vídeo. A história dela fala por si. Cheguei na seleção e a Formiga já estava e não pulou nenhuma etapa", falou. "Se tem alguém que sabe realmente de toda a trajetória do futebol feminino até hoje, é a Formiga."

Marta vê na companheira um grande espelho para todas as atletas que sonham jogar futebol. "É um exemplo de perseverança e dedicação. Uma vida inteira dedicada ao esporte, o esporte mais amado do mundo. É assim que eu a vejo, uma das pessoas mais amadas do mundo. A gente só tem a agradecer por ter tido a oportunidade de dividir o campo, a concentração, de ter ela com a gente esses anos todos. Se o futebol feminino está em um outro patamar, bem diferente como era no começo, a Formiga tem muito de contribuição para que isso acontecesse."

Ainda se recuperando de cirurgia, Pelé não deixou de homenagear Formiga. Lamentou, somente, não poder estar perto para um abraço na grande capitã da seleção feminina. "Formiga, minha querida, eu queria lhe dar os parabéns, mais uma vez. Infelizmente não estou aí pessoalmente, mas mando de todo coração para você. Parabéns e viva o nosso Brasil. Viva, Formiga! Um abraço", disse Pelé.

"Grande Formiga, que honra, que prazer. De recordista para recordista, de capitão para capitã, parabéns. Quando pediram para gravar essa mensagem a você, me enchi de orgulho. Você é nosso exemplo, guerreira, batalhadora, uma menina que dá exemplo para todo mundo, sem contar o que você fez para o nosso futebol. Que Deus te abençoe e as meninas sigam seu exemplo de foco, determinação e comprometimento", discursou Cafu.

"Agradeço por tudo que você fez pelo Brasil, levando nosso país ao redor do mundo. Fiquei muito orgulhoso de fazer parte de dois times que você jogou, o Santos e o PSG. E a gente fez história juntos na seleção. Parabéns pela carreira", falou Neymar. Outros companheiros de Neymar na atual seleção brasileira também homenagearam Formiga.

"Você é uma inspiração para todos os brasileiros que sonham em vestir a camisa da seleção brasileira e sonham em vencer na vida", elogiou o goleiro Alisson. "Sua carreira foi linda, maravilhosa. Obrigado por você ser brasileira, por nos ter honrado tão bem. Sei o quanto você é profissional e merecedora", completou Thiago Silva.

"26 anos de seleção brasileira, 233 jogos, 37 gols. Espero que nessa nova etapa da sua vida você seja inspiração, tal qual você foi dentro do campo, para uma série de meninas. Meu respeito, parabéns!", afirmou o técnico Tite. "Sete Copas do Mundo, sete Olimpíadas, que números maravilhosos. Muito obrigado por tudo que você fez pelo esporte", acrescentou Kaká.

Além de Marta e da técnica Pia Sundhage, muitas companheiras também fizeram questão de mandar mensagens para Formiga: Cristiane, Roseli, Pretinha, Daniela Alves, Simone Jatobá, e até estrangeiras, casos da canadense Sinclair e da norte-americana Carli Lloyd, que a definiu como "inspiração".

Estadão
Publicidade
Publicidade