1 evento ao vivo

Brasil bate Alemanha na final e conquista a Copa, diz estudo

Empresa especializada faz 1 milhão de simulações do torneio e destaca o time de Tite como o favorito no Mundial

11 jun 2018
10h55
atualizado às 11h16
  • separator
  • 0
  • comentários

A Goldman Sachs, uma das principais empresas globais de banco de investimento, fez um estudo em que apontou a seleção brasileira como a vencedora da Copa do Mundo na Rússia. Segundo o levantamento, o time do técnico Tite irá derrotar a Alemanha na decisão. Foram feitas 1 milhão de simulações do torneio.

De acordo com as contas feitas pela empresa, o Brasil vai derrotar a França na semifinal e a Alemanha passará por Portugal. Nas quartas de final, o Brasil supera a Bélgica; França elimina a Espanha, Portugal vence a Argentina e a Alemanha supera a Inglaterra.

A financeira Goldman Sachs fez um milhão de simulações do torneio e definiu que o Brasil é favorito para a conquista da Copa
A financeira Goldman Sachs fez um milhão de simulações do torneio e definiu que o Brasil é favorito para a conquista da Copa
Foto: David Gray/File Photo / Reuters

As outras seleções que passarão da primeira fase serão Uruguai, México, Polônia, Austrália, Islândia, Suíça, Colômbia e Arábia Saudita.

O estudo é feito pelo banco através de cálculos de probabilidade, simulações de resultados, variação de análises microeconômicas dos países participantes e análise das características dos jogadores.

A empresa também divulgou uma eleição em que seus clientes votaram para eleger a equipe ideal da Copa. O time escolhido tem o técnico Joachim Low como o eleito. A seleção é formada pelos seguintes jogadores: De Gea (Espanha), Joshua Kimmich (Alemanha), Sergio Ramos (Espanha), Mat Hummels (Alemanha), Marcelo (Brasil); Kevin De Bruyne (Bélgica), Toni Kroos (Alemanha) Philippe Coutinho (Brasil); Lionel Messi (Argentina), Cristiano Ronaldo (Portugal), Neymar (Brasil).

Neymar é um dos três brasileiros de Tite escolhidos para a "seleção" de melhores da Copa, segundo a Goldman Sachs
Neymar é um dos três brasileiros de Tite escolhidos para a "seleção" de melhores da Copa, segundo a Goldman Sachs
Foto: Reuters

Embora seja conceituada no setor econômico, a Goldman não teve sucesso nas duas últimas previsões sobre Copa do Mundo. Tanto em 2010 como em 2014, o banco apontou o Brasil como vencedor. Na primeira, disputada na África do Sul, a Espanha foi quem ficou com a taça e o time brasileiro caiu nas quartas para a Holanda. Na última edição, a seleção brasileira foi eliminada pela Alemanha, na semifinal.

Veja também:

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade