PUBLICIDADE

Em crise, Palmeiras busca reação imediata contra o lanterna para se manter na vice-liderança

Com quatro derrotas nos últimos cinco jogos, time vê Atlético-MG disparar na ponta e tem o Flamengo logo atrás na classificação

18 set 2021 05h11
| atualizado às 05h11
ver comentários
Publicidade

Estagnado no campeonato, o Palmeiras viaja até Santa Catarina disposto a acordar no Brasileiro para se recolocar na briga pela liderança da competição. O time do técnico Abel Ferreira enfrenta a Chapecoense neste sábado, às 17h, na Arena Condá, com a extrema necessidade de voltar a vencer para não tornar o clima ainda mais tenso no seu departamento de futebol.

Com apenas uma vitória nos últimos cinco confrontos, a equipe do técnico Abel Ferreira viu o Atlético-MG abrir uma frente de sete pontos (42 a 35). Para piorar, o Flamengo, que tem duas partidas a menos, aparece em terceiro lugar com 34 pontos e pode tirar a segunda colocação da equipe palmeirense no caso de mais um tropeço em Chapecó.

A ausência de bons resultados trouxe consequências para o futebol. Com o técnico questionado e o elenco exposto à críticas, principalmente pelas redes sociais, a diretoria resolveu agir em defesa do grupo. Além de manifestar publicamente respaldo ao trabalho de Abel, o presidente Maurício Galiotte esteve na Academia para assistir aos treinamentos e apoiar seu treinador.

No pensamento da cúpula palmeirense, o time já deu sinais de seu potencial neste mesmo campeonato quando engatou oito vitórias seguidas e um empate, desde o triunfo de 3 a 2 sobre o Bahia, no dia 27 de junho, até o 0 a 0 diante do São Paulo, em 31 de julho. Neste recorte, o Palmeiras foi quase perfeito e teve um aproveitamento de 91,6%.

A boa notícia para o duelo deste sábado vem dos tribunais. O técnico Abel Ferreira, o auxiliar João Martins e o volante Patrick de Paula ficaram livres de qualquer punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva pelas expulsões na partida contra o Atlético-MG em Minas. Como já cumpriram a suspensão automática, os três estão garantidos na Arena Condá.

Em função da expulsão de Zé Rafael diante do Flamengo, o treinador português vai ser obrigado a mexer no meio-campo. Com dores no tornozelo esquerdo, Danilo está fora. Assim, a provável dupla de volantes deverá ser formada por Felipe Melo e Patrick de Paula.

"Temos problemas, mas sempre disse que o nosso elenco é formado por grandes jogadores. O nosso time já provou o seu potencial e tem todas as chances de se recuperar. Temos que manter o foco", afirmou o treinador palmeirense.

Na armação, Raphael Veiga e Dudu vão ter a responsabilidade de levar o time à frente. No ataque, as apostas ficam na velocidade de Rony e no bom momento de Wesley.

Considerada por muitos como equipe já condenada ao rebaixamento, a lanterna Chapecoense entra em campo inspirada na única vitória que conseguiu no Brasileiro até aqui. "O futebol é momento. Considerando as últimas seis rodadas, hoje a Chapecoense seria a 12ª colocada", afirmou o técnico Pintado.

Dos dez pontos que o time catarinense tem no torneio, seis foram conquistados nos últimos cinco jogos. Nesse período, o time obteve três empates, uma derrota e o resultado positivo no último final de semana.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE x PALMEIRAS

Chapecoense: Keiller; Matheus Ribeiro, Kadu, Jordan e Busanello; Alan Santos, Anderson Leite, Denner; Mike, Bruno Silva e Perotti. Técnico: Pintado.

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gustavo Gómez e Piquerez; Felipe Melo, Patrick de Paula, Raphael Veiga e Dudu; Wesley e Rony. Técnico: Abel Ferreira.

Juiz: Paulo Roberto Alves Júnior (PR)

Horário: 17h

Local: Arena Condá

Na TV: Pay-per-view

Estadão
Publicidade
Publicidade