2 eventos ao vivo

Coritiba salva derrota contra A. Nacional, mas se complica

19 out 2016
23h44
atualizado em 20/10/2016 às 09h43
  • separator
  • 0
  • comentários

Foi no sufoco, mas o Coritiba evitou uma derrota em seu duelo de ida pelas quartas de final da Copa Sul-Americana ao arrancar um empate em 1 a 1 diante do Atlético Nacional, da Colômbia, no estádio Couto Pereira. Para seguir na busca pelo título inédito, o Coxa precisará de uma vitória simples fora de casa ou igualar o resultado para levar o jogo para os pênaltis.

Foto: Renato Baldissera/Agência Eleven / Gazeta Press

O atual campeão da Libertadores da América abriu o placar aos 13 minutos com seu artilheiro, Borja, que aproveitou roca de passes para invadir a área e tocar na saída de Wilson para balançar as redes. Mas, aos 40 minutos da etapa final, Iago, com um belo gol, deixou tudo igual.

As equipes voltam a se encontrar no dia 26 de outubro, quarta-feira, no estádio Atanasio Girargot, em Medellín.

Foto: Geraldo Bubniak / Gazeta Press

O jogo - Grande esperança do Coxa para a partida, o atacante Kléber Gladiador não ficou sequer no banco de reservas. Com a bola rolando, o jogo começou bem estudado, com os dois times se movimentando bastante, mas sem forçar nada. Aos dois minutos, Barrio até tentou um chute de longe, à direita da meta, sem perigo. Mais uma tentativa de fora da área, aos cinco minutos, com Borja, desta vez à esquerda do gol.

O Nacional era tecnicamente mais forte e, por isso, mantinha o domínio de bola. O Coxa tinha dificuldade para encaixar as jogadas. Até que, depois de troca de passes, aos 13 minutos, a bola sobrou para Borja tocar na saída de Wilson e abrir o placar para os colombianos. Jogada ensaiada aos 16 minutos, com Torres levantando para Aguilar, que desviou de cabeça e Barrios tocou para fora.

Foto: Giuliano Gomes / Gazeta Press

Após uma pequena confusão por conta de uma suposta falta de Fair Play, o jogo seguiu e, aos 24 minutos, Juan partiu para a jogada individual e de frente para a meta chutou pela linha de fundo, perdendo grande chance. Aos 30 minutos, Nájera recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o Atlético com um a menos. Com um a mais, o Coxa começou a se animar. Aos 36 minutos, Kazim puxou o ataque, mas optou por Leandro, que não conseguiu um bom domínio. O time colombiano continuava jogado bem, administrando. Aos 46, Borja, na pequena área, parou em grande defesa de Wilson.

Depois do intervalo, nenhum anova mudança nas equipes. Logo no primeiro lance, bola para Borja na área e Wilson salvou mais uma vez. Lance curioso aos três minutos, com Armani saindo da meta para interceptar passe que chegaria em Leandro, mas tocando na bola fora da área. Amarelo para o goleiro. Aos nove minutos, Kazim até estufou as redes, mas o gol foi anulado.

Foto: Renato Baldissera_Agência Eleven / Gazeta Press

O Coritiba subiu de produção, aproveitando a superioridade numérica, mas seguia com dificuldade em criar oportunidades reais no ataque. Aos 20 minutos, Juan cobrou escanteio de Raphael Veiga subiu no meio dos colombianos para testar para fora. Em sua melhor chegada, aos 27 minutos, o Coxa esteve perto de empatar, com desvio a queima-roupa de Iago e um milagre de Armani.

A pressão era toda do time coxa-branca, mas a bola não entrava. Aos 35 minutos, a bola correu por toda a área e Juninho, sem opções, chutou cruzado, direto pela linha de fundo. Até que, aos 40 minutos, já no sufoco, Iago recebeu de Kazim na entrada da área e fuzilou para estufar as redes e marcar um golaço para deixar tudo igual.

CORITIBA (BRA) 1 X 1 ATLÉTICO NACIONAL (COL)

Local: Estádio Major Antônio Couto Pereira, em Curitiba (PR)

Data: 19 de outubro de 2016, quarta-feira

Horário: 21h45 (de Brasília)

Árbitro: Roberto Tobar (Fifa-Chile)

Assistentes: Carlos Astroza (Chile) e Claudio Rios (Chile)

Cartões amarelos: Edinho, Nery Bareiro (Coritiba); Nájera, Uribe e Armani (Nacional)

Cartão vermelho:Nájera (Nacional)

Gols

CORITIBA: Iago, aos 40 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO NACIONAL: Borja, aos 13 minutos do primeiro tempo

CORITIBA: Wilson; Benítez, Nery, Luccas Claro, Juninho; , Edinho (Iago), João Paulo (González), Juan, Raphael Veiga (Bernardo); Leandro, Kazim

Técnico: Paulo César Carpegiani

ATLÉTICO NACIONAL: Armani; Bocanegra (Cuesta), Nájera, Aguilar e Díaz; Arías, Uribe, Guerra (Miller) e Macnelly Torres; Berrío e Borja.

Técnico: Reinaldo Reueda

 

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade