0

Copa América: Brasil proíbe entrada de torcedores violentos

Torneio será disputado no país entre os dias 14 de junho e 7 de julho

13 mai 2019
16h51
atualizado às 18h28
  • separator
  • 0
  • comentários

Na tarde desta segunda-feira, o Ministério da Justiça e Segurança Pública anunciou que o Brasil irá impedir a entrada de torcedores estrangeiros violentos até o final da Copa América. O torneio entre seleções será disputado entre 14 de junho e 7 de julho, em solo brasileiro.

O goleiro Keilor Navas, da Costa Rica, durante partida contra o Uruguai, válida pelo Grupo D da Copa do Mundo, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza
O goleiro Keilor Navas, da Costa Rica, durante partida contra o Uruguai, válida pelo Grupo D da Copa do Mundo, realizada na Arena Castelão, em Fortaleza
Foto: Wagner Carmo / Estadão

"Os servidores com atuação no controle fronteiriço e em atividades de fiscalização migratória nos portos, aeroportos internacionais e pontos de fiscalização terrestre de migração aplicarão a medida de impedimento de ingresso no território nacional a todo estrangeiro cujo nome conste nos sistemas de controle migratório como 'membro de torcida envolvido em violência em estádios', durante o período da Copa América Conmebol Brasil 2019", informou o Ministério em decreto publicado no Diário Oficial da União.

Segundos responsáveis da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) citados pela Agência Brasil, sistemas de reconhecimento facial para detectar eventuais torcedores problemáticos serão usados nos estádios brasileiros.

A abertura da Copa América será entre Brasil e Bolívia, no Estádio do Morumbi, em São Paulo, enquanto a final será no Maracanã, no Rio de Janeiro. Além das duas cidades, Belo Horizonte, Porto Alegre e Salvador serão outras sedes da competição.

Veja também:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade