PUBLICIDADE

"Bolsonaro deveria proteger seu povo", diz Casagrande

Comentarista assume que está "assustado, mas não decepcionado nem surpreso com Caboclo e Bolsonaro" ao falar sobre Copa América

1 jun 2021 13h28
| atualizado às 13h37
ver comentários
Publicidade

O comentarista do SporTV Walter Casagrande demonstrou sua insatisfação pública no programa Bem, Amigos!, na noite desta segunda-feira, com o Governo Federal após a Conmebol anunciar que a Copa América será realizada no Brasil. Casagrande comentou que não está surpreso com o presidente da República Jair Bolsonaro, mas está assustado com a situação do país na pandemia.

Walter Casagrande é ex-jogador de Corinthians e Seleção Brasileira (Reprodução/Globo)
Walter Casagrande é ex-jogador de Corinthians e Seleção Brasileira (Reprodução/Globo)
Foto: Lance!

"Eu quero falar como cidadão brasileiro, não como ex-jogador ou comentarista esportivo. Acho um escândalo isso. Em um país que já morreram mais de 460 mil pessoas, e continua morrendo muita gente. Nós não temos vacina para nós. O senhor Jair Bolsonaro não teve agilidade para comprar vacina, ele teve agilidade para deixar acontecer essa Copa América. Isso é uma das coisas mais absurdas, porque ele é o presidente do país, que deveria proteger o seu povo, não colocar o seu povo à mercê desse vírus", comentou ele, ao lado de Galvão Bueno, o apresentador do programa.

Casagrande criticou a iniciativa da gestão de jair Bolsonaro de aceitar o pedida da Conmebol para realizar a competição no país. Bolsonaro, nesta terça, afirmou que, dependendo dele e de seus ministros, a Copa será disputada no Brasil. Grande parte das críticas aconteceram após Colômbia e Argentina desistirem do evento por receio da pandemia de Covid-19.

"Eu estou bastante assustado, mas não decepcionado nem surpreso, porque o seu Rogério Caboclo, para mim, não surpreendeu em nada, muito menos o seu Jair Bolsonaro. Eu estou indignado com o que está acontecendo com o nosso país. É uma das coisas mais escandalosas que eu já vi na minha vida. Eu nunca vi a pessoa que você mais tem que confiar te colocar numa situação de risco, frente a frente com o vírus".

Antes disso, durante o Seleção SporTV desta segunda-feira, o narrador Luís Roberto aproveitou a discussão sobre a escolha do Brasil como país-sede da Copa América para criticar a locação do torneio no país. O jornalista afirmou que a competição é "fora de hora" e que não terá a relevância e atmosfera das edições anteriores.

Lance!
Publicidade
Publicidade