0

Polícia russa solta ativista britânico após prisão em Moscou

Polícia informou ainda que Peter Tatchell, ativista de direitos LGBT, será acusado por quebrar lei que proíbe protestos públicos no país

14 jun 2018
12h35
atualizado às 12h50
  • separator
  • comentários

O ativista britânico de direitos LGBT Peter Tatchell foi liberado pela polícia russa nesta quinta-feira (14), após ser detido durante protesto em Moscou no primeiro dia da Copa do Mundo, informou sua fundação em publicação nas redes sociais.

Ativista gay é detido por protestar em Moscou
Ativista gay é detido por protestar em Moscou
Foto: Glab Garanich / Reuters

Tatchell, que faz protestos semelhantes em todo o mundo há anos, tentou realizar uma manifestação de somente uma pessoa perto da Praça Vermelha para chamar atenção do que descreveu como "chocantes violações de direitos humanos cometidas contra homens homossexuais na Chechênia".

A polícia russa disse que irá acusá-lo por quebrar a lei de realização de protestos públicos do país. Mais cedo, um repórter da Reuters viu um policial russo dizer a Tatchell que é ilegal realizar protestos desse tipo durante a Copa do Mundo, de acordo com a lei do país e orientá-lo a parar ou ser detido. Após longa conversa, Tatchell foi levado a um carro de polícia.

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade