PUBLICIDADE

Copa da Rússia

Galã da Copa, técnico de Senegal diz: "Não sou símbolo sexual nenhum"

23 jun 2018 - 16h29
Compartilhar
Exibir comentários

A única seleção africana a vencer na Copa do Mundo da Rússia foi Senegal, 2 a 1 sobre a Polônia e bom futebol apresentado. Porém, o grande destaque da equipe ficou por conta do treinador, Aliou Cissé elogiado nas transmissões pelo seu estilo, ganhando o título de galã do Mundial.

Na entrevista coletiva que antecede o confronto contra o Japão, Cisse recusou o rótulo de sensação da competição: "Não sei. Tem que perguntar às garotas. Não sou símbolo sexual de maneira alguma. Iguais ao Aliou Cissé tem vários em Senegal e no mundo, então acho que não. Mas de qualquer maneira é bom ser amado", afirmou o técnico.

A grande preocupação de Cissé no momento é o duelo com os japoneses. O comandante fez uma análise do adversário e elogiou os asiáticos: "O Japão tem qualidade técnica e coletiva acima da média, eles sabem jogar com a bola, têm boa qualidade nos passes, também acima da média. Defensivamente conseguem pressionar o adversário. Nós os estudamos, conhecemos eles. Sabemos que amanhã teremos um jogo muito importante e difícil", disse o treinador.

Como um dos pontos positivos, as seleções africanas constantemente são apontadas como times mais físicos do que técnicos. Cissé fez questão de minimizar o fator, e apontou as qualidades de sua equipe:

"Os jogadores africanos são disciplinados e os times africanos são disciplinados. Não se pode pensar que times japoneses e europeus são mais disciplinados do que os africanos. Futebol requer disciplina individual, tática e coletiva. Aqui tenho jogadores que são ótimos profissionais, jogam em grandes clubes, estão na seleção há algum tempo e treinam juntos. A classificação para a Copa nos fez corrigir algumas coisas no campo e nos treinos estão fazendo o que vem sendo pedido", pontuou Cissé.

Japão e Senegal se enfrentam neste domingo às 12h00 (horário de Brasília), em Ecaterimburgo. Os dois times venceram na estreia contra Colômbia e Polônia, respectivamente, e lideram o Grupo H, com três pontos conquistados cada um.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade