0

Após insultos racistas, sueco lê texto de repúdio e é apoiado por colegas

24 jun 2018
14h42
atualizado em 26/6/2018 às 15h53
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Alvo de ofensas, o meia sueco Jimmy Durmaz foi apoiado por seus companheiros. Autor da falta que culminou com o belo gol de falta de Tony Kroos, que deu a vitória a Alemanha, o jogador recebeu um enxurrada de mensagens ofensivas nas redes sociais, muitas delas em tom racista por sua origem turca. Revoltado, o atleta leu uma mensagem após o treino da Suécia deste domingo em que repudiou as críticas que recebeu.

"Eu sou um jogador de futebol de alto nível, ser criticado é algo que temos que viver com isso, mas ser chamado de 'imigrante de merda' e 'homem-bomba', e receber ameaças de morte contra mim e meus filhos é completamente inaceitável. Eu sou sueco, com orgulho de vestir nossa camisa ou nossa bandeira. Eu gostaria de agradecer às pessoas boas, maravilhosas, que espalham alegria. Isso nos abraça. Nós ficaremos unidos, somos todos suecos", disse o jogador.

Durante a leitura da mensagem, o elenco e o treinador estiveram ao lado de Durmaz, simbolizando apoio ao jogador. No final, todos os atletas se juntaram e falaram: "Dane-se o racismo".

A Suécia volta aos gramados pela Copa do Mundo na quarta-feira, quando enfrenta o México em Ecaterimburgo, às 11h (de Brasília). A equipe de Jan Andersson precisa de uma vitória para se classificar à próxima fase.

Veja também:

Jogar em casa não está fazendo a diferença no Campeonato Alemão. Entenda o cenário
Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade