2 eventos ao vivo

Felipão elogia Fernandinho, mas faz mistério sobre mudança

23 jun 2014
19h47
atualizado às 20h03
  • separator
  • 0
  • comentários

A entrada do volante Fernandinho no lugar de Paulinho fez a Seleção Brasileira superar um sufoco que teve na primeira etapa e deslanchar para vencer Camarões, por 4 a 1, nesta segunda-feira, em Brasília. Além de marcar um gol, o jogador iniciou a jogada do terceiro tento, dando passe para David Luiz cruzar para o centroavante Fred desencantar na Copa do Mundo.

<p>Fernandinho bate para marcar o quarto gol do Brasil no jogo</p>
Fernandinho bate para marcar o quarto gol do Brasil no jogo
Foto: Reuters

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

O técnico Luiz Felipe Scolari concorda que a mudança surtiu efeito e que o camisa 5 teve uma atuação destacada contra os camaroneses, mas evitou confirmar que a partida o renderá uma vaga entre os titulares. 

"Não sei ainda, vou analisar normalmente os jogos amanhã (terça-feira), quando tivemos com a adrenalina fora do corpo, sem essa emoção. As dificuldades que você vê de uma forma, depois que observa o vídeo muda. As jogadas você pode ver de outra forma. Vamos analisar o Chile, vamos mudar o horário de treinamento, fazer uma série de adaptações para chegar ao jogo de sábado tranquilo, com a melhor equipe", afirmou o treinador da Seleção. 

Apesar de manter o mistério, o técnico afirmou que a presença do volante foi um ponto diferencial para a segunda etapa. "A entrada do Fernandinho foi providencial, criou chances de ataque, bons passes, foi bem. Por isso está trabalhando no dia a dia. Quando coloca alguém no time, a gente põe porque acha que é o melhor naquele momento, foi uma atuação muito boa", disse o comandante brasileiro, que usou de um ditado para ressaltar que quem está no banco tem de ter paciência.  

"A natureza não dá saltos. É devagar, aquilo que estamos plantando e tentando colher vem normalmente. Estamos progredindo dia a dia, jogo a jogo. Mesmo fazendo quatro gols tivemos chances de fazer mais e também de tomar um ou dois a mais. Nós já melhoramos de novo do jogo contra o México. Deveremos continuar melhorando um pouco mais se quisermos passar pelo Chile que é muito bom". 

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade