PUBLICIDADE

Cléber Machado descobriu morte do pai durante transmissão de rádio

Jornalista foi homenageado em quadro do programa no Faustão Na Band

3 mai 2023 - 10h54
(atualizado às 11h14)
Compartilhar
Exibir comentários
Cléber Machado descobriu morte do pai durante transmissão de rádio
Cléber Machado descobriu morte do pai durante transmissão de rádio
Foto: Reprodução/Podpah

O jornalista Cléber Machado foi homenageado no quadro Arquivo Pessoal, do programa Faustão Na Band, nesta terça-feira, 2. O narrador recebeu homenagens de amigos e familiares, e emocionou o auditório ao recordar a forma como descobriu sobre a morte do pai, Clodoaldo José.

Durante sua participação, Cleiton Machado, irmão de Cléber, revelou que passava horas ouvindo rádio com seu irmão na infância. Um desses momentos, no entanto, acabou impactando a vida da dupla para sempre.

“A gente estava ouvindo de manhã, em um sábado, à Rádio Bandeirantes e eles entraram para dar uma notícia e deram o falecimento do meu pai. O Cléber imediatamente começou a chorar e eu fui no embalo, mas não entendendo muito o que estava acontecendo, né? Eu fiquei contagiado pelo sentimento dele porque eu não entendi muito o que estava sendo falado…", lembrou Cleiton.

Cléber confirmou a história de seu irmão e afirmou que aquela transmissão de rádio permaneceu gravada em sua memória para sempre. "Meu pai estava doente, fazendo tratamento, eu tinha nove e ele sete anos quando a gente estava esperando para ouvir às atualidades esportivas da Rádio Bandeirantes, no noticiário esportivo, aí eles entraram para dar uma nota de falecimento: 'A Rádio Bandeirantes informa que perdeu o seu diretor artístico, Clodoaldo José de Machado' e eu falei: 'Pô, isso é o meu pai'", contou.

Ao relembrar a perda do pai ainda jovem, Cléber afirmou que lamenta não ter tido a oportunidade de conhecê-lo melhor. Por causa disso, o narrador destacou que buscou conversar com antigos colegas de trabalho do pai para conhecer mais sobre ele.

"Quando você perde o pai muito cedo, você acaba não conhecendo direito, né? A vida profissional dele, eu fui perguntar para os colegas dele quando eu os encontrava e isso acabou unindo a gente, fortalecendo a gente", explicou Cléber.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade