PUBLICIDADE

Com um a mais, Chapecoense vence clássico contra o Avaí pela Série B

12 mai 2023 - 23h57
Compartilhar
Exibir comentários

O Avaí recebeu a Chapecoense na Ressacada, em Florianópolis (SC), nesta sexta-feira em partida válida pela sexta rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Os donos da casa tiveram um jogador expulso com 2 minutos de jogo e foram derrotados por 4 a 1. Os gols dos visitantes foram marcados por Alisson Farias, Rodrigo Freitas e Bruno Nazário (2). Júlio César descontou para os donos da casa.

A Chapecoense encerrou uma sequência de três jogos sem vencer com a vitória no clássico. Os visitantes chegaram a 8 pontos e assumiram a sétima colocação, mas até o final da rodada podem perder até cinco posições na tabela. O próximo desafio da equipe de Chapecó será no domingo, quando enfrenta o Juventude na Arena Condá, a partir das 11h (de Brasília).

Os donos da casa perderam uma posição e agora assumem o 12º lugar, com seis pontos. Até o final da rodada a equipe pode colar na zona de rebaixamento e ficar na 16ª posição. Na próxima rodada, o Avaí visitará o Atlético-GO no Estádio Antônio Accioly, em Goiânia, na sexta-feira.

O Avaí se complicou logo no início do clássico. Com apenas 3 minutos de bola rolando, o zagueiro Felipe Silva tentou roubar a bola de Bruno Nazário, porém acabou entrando de sola na canela do atacante. Após revisar o VAR, o árbitro expulsou o defensor com um vermelho direto. Aos 7, a Chapecoense abriu o placar. Bruno Nazário arriscou de fora da área e Alisson Farias aproveitou o rebote para balançar as redes.

O segundo gol dos visitantes saiu depois da volta do intervalo. O zagueiro Rodrigo Freitas jogou como atacante e recebeu um lançamento longo na entrada da área. O defensor, ex-Avaí, dominou e tocou rasteiro. Ygor Vinhas chegou a cair para defender, mas seu desvio não foi suficiente para impedir que a bola rolasse devagar para o gol.

Na reta final, aos 44, o Avaí descontou com Júlio César. A bola sobrou na entrada da área e o atacante chegou batendo. Apesar de não ter pego em cheio, o camisa 94 contou com um frango de Airton para balançar as redes.

Antes do final da partida ainda deu tempo da Chapecoense marcar duas vezes. Aos 49, os visitantes armaram um contra ataque com Murilo, que invadiu a área e tocou para Bruno Nazário empurrar para o gol. Com 54 minutos no relógio, Maxwell invadiu a área e foi derrubado por Alan Costa. Bruno Nazário bateu e fechou a contagem na Ressacada, 4 a 1 para a equipe de Chapecó.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Publicidade