PUBLICIDADE

Em clássico com VAR decisivo, São Paulo e Palmeiras empatam

Arbitragem de vídeo anula gol e pênalti de são-paulinos, que ficam no 0 a 0 com rival em clássico no Morumbi pela 14ª rodada do Brasileirão

31 jul 2021 21h04
| atualizado às 21h32
ver comentários
Publicidade

O árbitro de vídeo roubou os holofotes do clássico entre São Paulo e Palmeiras deste sábado, prévia das quartas de final da Copa Libertadores. Em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Morumbi, o time tricolor teve um pênalti e um gol anulado pelo VAR. E saiu de campo precisando se conformar com o empate sem gols com o rival no confronto realizado em seu estádio.

Observado por jogadores de São Paulo e Palmeiras, Luiz Flávio de Oliveira revisa lance com auxílio do VAR
Observado por jogadores de São Paulo e Palmeiras, Luiz Flávio de Oliveira revisa lance com auxílio do VAR
Foto: Marcello Zambrana/Agif/Gazeta Press

Com o resultado, a equipe comandada por Hernán Crespo deixou a zona de rebaixamento, indo a 12 pontos, mas não se distanciou da área de risco da tabela como planejava. O time palmeirense, por sua vez, chegou aos 32 pontos e seguirá isolado na liderança da competição neste final de semana, independentemente de outros resultados desta rodada.

Agora, o São Paulo volta o foco para o jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Vasco, em São Januário. Já o Palmeiras terá mais uma semana livre para trabalhar antes da próxima rodada do Brasileirão, na qual terá pela frente o Fortaleza, no sábado que vem, no Allianz Parque.

O clássico 

O São Paulo foi superior no primeiro tempo do duelo deste sábado. Desde os primeiros minutos o time comandado por Hernán Crespo buscou agredir o rival e não demorou muito para assustar pela primeira vez em chute cruzado de Rigoni da entrada da área. Depois, Rodrigo Nestor tentou aproveitar o fato de Weverton ainda estar voltando para o gol após uma saída de bola ruim, mas o goleiro palmeirense conseguiu fazer a defesa.

O Palmeiras respondeu com Deyverson, que tentou encobrir Tiago Volpi após dominar a bola com o braço, mas a arbitragem não viu. Mais tarde foi a vez de Wesley exigir boa intervenção do goleiro são-paulino em chute de dentro da área.

A equipe comandada por Abel Ferreira até era competitiva, mas o São Paulo conseguia agredir com mais sucesso. Aos 24 minutos, Rigoni até balançou as redes após lançamento de Nestor, mas Luiz Flávio de Oliveira marcou impedimento.

Mas, a decisão mais polêmica da arbitragem aconteceu um pouco mais tarde. Aos 34 minutos, Felipe Melo foi traído pelo quique da bola, Marquinhos ficou com ela dominada dentro da área, mas acabou tocado por Gustavo Gómez e indo ao chão. Luiz Flávio de Oliveira marcou pênalti, mas, após minutos de revisão do VAR, a infração foi anulada.

Antes do intervalo, o time tricolor ainda teve a chance derradeira da primeira etapa com Reinaldo, que completou de cabeça o cruzamento no segundo pau, mas Weverton fez a defesa sem grandes problemas.

Segundo tempo

O segundo tempo foi mais equilibrado. O São Paulo tentou surpreender o Palmeiras logo nos primeiros minutos em chutes de Rigoni e Marquinhos, ambos interceptados pela defesa. O time palmeirense respondeu com Gustavo Scarpa, que arriscou de longe, mandando para fora.

Mas, aos 11 minutos, Hernán Crespo ganhou mais uma baixa. Marquinhos sentiu a parte posterior da coxa esquerda e teve de ser substituído por Rojas. Sem sua principal ameaça ofensiva, a equipe tricolor passou a sofrer mais para chegar ao gol do Palmeiras, mas Igor Gomes, de fora da área, ainda assim levou perigo à meta alviverde, batendo para fora ao buscar o ângulo.

Depois de longos minutos com as equipes protagonizando um duelo disputado entre as intermediárias, a arbitragem protagonizou nova polêmica. Em cruzamento de Reinaldo, Gustavo Gómez cabeceou contra o próprio gol, mandando a bola no fundo das redes. Porém, após revisão do VAR, o árbitro anulou o gol alegando participação - discutível - de Miranda no lance.

Assim, coube ao São Paulo se conformar com o empate sem gols após duas intervenções extremamente polêmicas do VAR na partida que serviu como prévia das quartas de final da Copa Libertadores.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 0 X 0 PALMEIRAS

Local: estádio do Morumbi, em São Paulo.

Data: 31 de julho de 2021, sábado.

Horário: 19h (de Brasília).

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (Fifa-SP).

Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (SP).

VAR: Pericles Bassols (SP).

Cartões amarelos: Rodrigo Nestor e Miranda (São Paulo); Breno Lopes, Felipe Melo e Danilo (Palmeiras).

Cartão vermelho: Rigoni (São Paulo).

SÃO PAULO: Tiago Volpi; Igor Vinícius, Miranda, Léo e Reinaldo; Nestor (Talles), Liziero, Igor Gomes e Gabriel Sara; Rigoni e Marquinhos (Rojas). Técnico: Hernán Crespo.

PALMEIRAS: Weverton; Marcos Rocha, Felipe Melo, Gustavo Gómez e Renan; Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael; Raphael Veiga (Victor Luis), Gustavo Scarpa (Gabriel Veron) e Wesley (Breno Lopes); Deyverson (Willian). Técnico: Abel Ferreira.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade