PUBLICIDADE

Série B do Campeonato Brasileiro terá limite de troca de técnicos em 2021

25 mar 2021 21h41
| atualizado às 21h41
ver comentários
Publicidade

Nesta quinta-feira, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, se reuniu com representantes dos 20 clubes da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021 para definir as normas da competição. Devido a pandemia da covid-19, o encontro foi realizado por videoconferência.

Assim como ficou definido para a Série A, a Segunda Divisão também terá um limite de troca de treinadores entre as equipes .A regra foi aprovada por maioria e valerá tanto para clubes que queiram demitir seus técnicos quanto para comandantes que peçam demissão de seus times.

O clube começará o Brasileirão com um técnico inscrito e, caso demita este treinador, poderá inscrever apenas mais um. Em caso de uma segunda demissão, o profissional substituto tem que estar trabalhando no clube há pelo menos seis meses. Caso o treinador peça demissão, o clube não sofrerá limitação para inscrever um novo. Já o comandante que pedir demissão só poderá ser inscrito por mais uma equipe na mesma competição.

"A decisão dos clubes da Série B é mais uma demonstração de maturidade do nosso futebol. Era um desejo da CBF há alguns anos e ficamos satisfeitos que ela seja implantada simultaneamente nas duas principais divisões do Brasileirão. Assim como na Série A, a medida vai permitir a realização de trabalhos mais estruturados por parte dos treinadores e uma maior estabilidade técnica e financeira para os clubes. O futebol brasileiro está unido na direção da renovação e do desenvolvimento", comentou Caboclo.

Além disso, foram homologadas três questões referentes a pandemia da covid-19. São elas: os mandos de campos poderão ser remanejados caso o município ou estado de origem esteja impedido de receber os jogos, os estádios seguem sem a permissão de público nas arquibancadas e as equipes precisam ter um número mínimo de 13 atletas com exames negativos para irem a campo.

Os clubes poderão inscrever um número máximo de 40 atletas até o dia 19 de agosto, podendo substituir no máximo oito até a data final de registro, que é dia 30 de setembro.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade