PUBLICIDADE

Brasileiro Série A

Rodrigo Caio é apresentado no Grêmio e abre o jogo sobre condição física

Zagueiro está sem atuar desde o momento que deixou o Flamengo no final de 2023, com ele também chegou oficialmente Jemerson, ex Galo

21 jun 2024 - 21h06
Compartilhar
Exibir comentários
Rodrigo Caio e Jemerson foram apresentados juntos no Tricolor Gaúcho –
Rodrigo Caio e Jemerson foram apresentados juntos no Tricolor Gaúcho –
Foto: Lucas Uebel/GRÊMIO FBPA / Jogada10

O zagueiro Rodrigo Caio se apresentou oficialmente no Grêmio, nesta sexta-feira (21). Ele estava sem clube desde o momento que deixou o Flamengo no final de 2023. Aliás, o defensor chegou a ficar no banco de reservas na derrota do Tricolor para o Fortaleza, na última quarta, em jogo do Campeonato Brasileiro.

Rodrigo Caio e Jemerson foram apresentados juntos no Tricolor Gaúcho - Foto: Lucas Uebel/GRÊMIO FBPA

E não parou por aí. Jemerson, também zagueiro, se apresentou com Rodrigo, mas, por ser uma negociação de meio de temporada, poderá estrear apenas no dia 10 de julho, quando abre a janela de transferências internacionais.

A principal dúvida sobre Rodrigo Caio é em relação à condição física, e ele abordou o tema na entrevista coletiva durante sua apresentação.

"Estava pensando em fazer plástica se melhora (risos). Tive uma lesão com 15 anos, uma fratura na patela. Desde então, minha patela é assim. Parece mais inchada. Tive que me contentar, porque não tinha muito o que fazer. Com o passar dos anos, vai ficando mais deformada. Nosso corpo reage dessa forma. Me adaptei a isso, meu corpo também. Por isso jogo até hoje", explicou Rodrigo Caio.

Rodrigo não atua desde 2023, mas garante estar bem para ajudar o Grêmio de Renato Gaúcho. Diferentemente de Caio, o defensor Jemerson vinha atuando pelo Galo, ambiente em que viveu altos e baixos no clube mineiro.

Jemerson, aliás, falou justamente sobre as críticas que recebeu em seu antigo clube e lembrou que sempre esteve atuando, mesmo com mudanças de treinadores.

"Sobre as contestações, faz parte do futebol. Todo atleta terá isso, em toda área. Não deixo isso me afetar. Evito ouvir coisas e foco no meu futebol, sendo o que eu controlo. Foram quase dois anos nessa segunda passagem. Tive três ou quatro treinadores e joguei com todos. Não foi à toa. Acho que fiz mais jogos bons que ruins. Agora é uma nova fase, novo ciclo", resumiu o defensor.

Grêmio terá clássico o Gre-Nal neste sábado (22)

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook .

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade