PUBLICIDADE

Diego Souza e torcida do Sport: emoção na Ilha do Retiro

Estádio já havia sido palco de outro episódio com lágrimas em 2017

13 ago 2018 14h03
| atualizado às 16h18
ver comentários
Publicidade
Respeitosamente e sem efusividade, Diego Souza comemora seu gol contra o Sport
Respeitosamente e sem efusividade, Diego Souza comemora seu gol contra o Sport
Foto: Paulo Paiva/Agif / Gazeta Press

O futebol está muito associado, ultimamente, à falta de respeito entre adversários, e a situações extremas que deixam rastros de violência quando torcidas rivais se encontram. Portanto, cabe destacar uma ou outra atitude que fuja a essa regra. No domingo (12), na Ilha do Retiro, a torcida do Sport e o atacante Diego Souza, então no São Paulo, deram uma aula de civilidade.

Diego Souza vem de quatro temporadas pelo Sport e conseguiu, pelo clube, a façanha de chegar à Seleção Brasileira. Sim, é raro, que alguém seja convocado para a principal equipe do País atuando fora do eixo Sul-Sudeste.

Ouça o podcast Terra Futebol:

Mas agora ele veste a camisa do São Paulo e já recebeu um carinho caloroso ao entrar em campo. Aplaudido por quase todos no estádio, o jogador retribuiu com reverências. Não ficou só nisso. Ele fez um dos gols do Tricolor, na vitória são-paulina por 3 a 1, pela 18ª rodada do Brasileiro, e preferiu não comemorar. Abraçou os colegas e se manteve numa posição ‘neutra’.

Mais uma vez, outra reação difícil de ser vista nos estádios de futebol do Brasil – o jogador foi aplaudido de novo pela torcida do time que acabara de sofrer um gol seu.

No final da partida, Diego agradeceu aos torcedores do Sport com a voz embargada numa entrevista à TV. Não se conteve e chorou.

A torcida do Sport já tinha protagonizado ano passado outro momento de emoção para um visitante adversário. Foi em agosto, quando de um jogo com o Fluminense, também na Ilha do Retiro. O então técnico do Tricolor carioca, Abel Braga, havia perdido um filho dias antes e, ainda assim, não quis faltar ao trabalho. Ao entrar em campo, Abel acabou surpreendido por aplausos intensos de quem estava lá para torcer pelo Sport. Ele também não conseguiu segurar o choro.

Veja também

Veja o gol da vitória do Flamengo sobre o Cruzeiro:

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
Publicidade
Publicidade