PUBLICIDADE

Claudio Tencati vibra com a sua primeira vitória em jogo de Série A

O 4 a 0 do Criciúma sobre o Vasco foi seu primeiro triunfo na elite e ele avisa: 'Agora os rivais vão nos olhar de forma diferente'

27 abr 2024 - 19h31
Compartilhar
Exibir comentários
Foto:   Divulgação/Criciúma - Legenda: Cláudio Tencati, técnico do Criciúma, fez história neste sábado, em São Januário  / Jogada10

O treinador Claudio Tencati não escondeu a emoção após o jogo em que o Criciúma goleou o Vasco por 4 a 0, em São Januário, neste sábado (27/4), pelo Brasileirão. Além da relevância da vitória, havia algo a mais, e bem especial para o treinador.

"Foi a primeira vitória do Criciúma nesta Série A neste retorno após tantos anos. Mas pra mim também é especial. Esta foi a minha primeira vitória como treinador na elite. Primeiro triunfo meu e da minha comissão. Mas, se estou debutando e sendo um juvenil na Série A, estou muito acostumado a disputar pontos corridos desde 2016. Por isso não vou me entusiasmar na grande vitória, como não vou me desesperar nas derrotas. Mas estou feliz".

Tencati deu um nó no Vasco, e comentou sobre as suas estratégias para liquidar o rival a ponto de ver seu time ser aplaudido pelos torcedores vascaínos em pleno São Januário.

"Não fico refém de um sistema ou forma de jogar. Estudei o Vasco, sabia que era possível jogar com dois meias e dois atacantes, que poderíamos trabalhar nos flancos com laterais, volantes e meias. Vi o Vasco atacando no 4-4-1-1, com Payet chegando e coloquei Barreto na marcação. E buscamos ter cuidado no jogo aéreo do Vegetti".

Tencati: rivais verão o Criciúma com outros jogos

O treinador crê que os adversários começarão a olhar o Criciúma com mais atenção e respeito depois dos bons resultados. Afinal, o time segue invicto, com empates com Juventude (em casa) e Atlético (e Minas) e a surra diante do Vasco.

"Contra o Atlético Mineiro, em Minas, se falava que o Criciúma tomaria de dois ou três gols. Empatamos jogando bem. Contra o Vasco a conversa era a mesma coisa. Ganhamos por 4 a 0. Mas quando se ganha visibilidade, os rivais passam a nos respeitar mais. Certamente contra o Bahia o técnico Rogério Ceni vai nos olhar de maneira diferente"

E o Criciúma para este jogo em Salvador? A formação será repetida?

"O que posso dizer é que eu não fico preso num sistema.  Jogo de acordo com o rival. Contra o Bahia vai ser diferente. Até porque não terei Caíque e Barreto. Enfim, não vou manter o time até porque não posso".

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade