PUBLICIDADE

Atacante da Costa Rica crê em vitória contra o Brasil: "Não são invencíveis"

19 jun 2018 - 10h45
Compartilhar
Exibir comentários

A derrota sofrida para a Sérvia na estreia por 1 a 0 não abalou o time da Costa Rica. Prestes a enfrentar a Seleção Brasileira, na próxima sexta-feira, em São Petersburgo, a equipe vem esbanjando confiança e acredita em um resultado positivo contra os favoritos a se classificarem em primeiro lugar para as oitavas de final.

"O grupo está com muita confiança. A Suíça tirou um ponto, portanto não são invencíveis. Vamos com tudo para obter um bom resultado. Analisamos o empate do Brasil com a Suíça para extrair suas fortalezas e saber por onde atacar. Esperávamos mais do Brasil, mas se vê que estão lidando com muita pressão. Vamos aproveitar, eles têm que atacar e abrir espaços", afirmou o atacante Marcos Ureña.

Apesar do discurso confiante dos costarriquenhos, a seleção não está em um momento tão tranquilo assim. Além da derrota na estreia para a Sérvia, dois jogadores protagonizaram um início de confusão no treinamento nos arredores de São Petersburgo. Trata-se de Johan Venegas e 'Pipo' González, que por pouco não chegaram às vias de fato por conta de uma bolada durante a roda de bobinho.

Em um aplicativo de mensagens instantâneas, algumas correntes vêm surgindo para polemizar ainda mais os bastidores da seleção costarriquenha. A história seria de que o grupo está rachado pelo fato de os jogadores que atuam na Europa não confraternizar com quem joga nos EUA ou no futebol da Costa Rica.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade