3 eventos ao vivo

Após polêmica no Recife, Mano faz alerta sobre árbitro de semi da Copa do Brasil

Wagner Reway, que ficou na geladeira após erro grave contra o Flamengo, apitará primeiro jogo contra o Palmeiras

9 set 2018
10h11
atualizado às 10h11
  • separator
  • comentários

O técnico Mano Menezes e a direção do Cruzeiro mostraram muita preocupação com a arbitragem escalada pela CBF para a partida contra o Palmeiras, nesta quarta-feira, no estádio Allianz Parque, em São Paulo, pela rodada de ida das semifinais da Copa do Brasil. Após reclamações contra a arbitragem do empate sem gols contra o Sport, no sábado, em Pernambuco, pelo Campeonato Brasileiro, o alerta é contra o mato-grossense Wagner Reway, que faz parte do quadro da Fifa.

A preocupação cruzeirense se dá porque o árbitro do jogo desta quarta-feira foi afastado logo na primeira rodada do Brasileirão deste ano, quando cometeu erros considerados graves na partida entre Vitória e Flamengo, em Salvador. Ele ficou meses na "geladeira" e voltou a apitar jogos da primeira divisão nacional apenas recentemente.

"O árbitro não é da primeira linha. É um árbitro que apitou recentemente São Paulo x Ceará e deu sete cartões amarelos para o time visitante. Então, é um árbitro que tem o pulso meio nervoso, que quando a torcida grita, daqui a pouco está dando cartão amarelo para quem está jogando como visitante. Vamos nos cuidar também, nos preparar, para que tudo seja dentro da legalidade dentro do campo e que o melhor vença, que é a intenção de todo mundo", alertou Mano Menezes.

Marcelo Djian, diretor de futebol do Cruzeiro, também se mostrou muito preocupado. "Estamos muito preocupados com o jogo de quarta-feira, que é de mata-mata. Já estive três vezes na CBF conversando com o Coronel Marinho e o Alício Pena Júnior e todos colocaram que está sendo cobrado da arbitragem para que se faça reciclagem. Mas nós estamos realmente sendo prejudicados", disse.

"O que eles nos falam (na CBF) é que os erros acontecem contra todas as equipes. Mas, para nós que realmente estamos aqui ligados diretamente, têm sido erros muito grosseiros como o de hoje (sábado), um gol em que o jogador (Barcos) estava em totais condições e houve a anulação. Isso nos deixa muito preocupados para um jogo como o da Copa do Brasil", completou Djian, reclamando do erro do paulista Vinícius Gonçalves Araújo no Recife.

Estadão Conteúdo

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade