PUBLICIDADE
Logo do Fortaleza

Fortaleza

Favoritar Time

Jogador argentino do Fortaleza diz ter levado 13 pontos no rosto após ataque a ônibus

Após empate torcedores do Sport atacaram ônibus do Fortaleza com pedras e bombas, ferindo jogadores

23 fev 2024 - 11h13
(atualizado às 11h40)
Compartilhar
Exibir comentários
Resumo
Ataque ao ônibus do Fortaleza após empate com o Sport pela Copa do Nordeste deixou jogadores feridos, incluindo o argentino Gonzalo Escobar que teve de levar 13 pontos no rosto. Outros clubes e a CBF manifestaram repúdio ao ataque.
O jogador do Fortaleza Gonzalo Escobar foi uma das vítimas do ataque ao ônibus do clube cearense
O jogador do Fortaleza Gonzalo Escobar foi uma das vítimas do ataque ao ônibus do clube cearense
Foto: Mateus Lotif/FEC

O jogador do Fortaleza Gonzalo Escobar foi uma das vítimas do ataque ao ônibus do clube cearense, após o empate com o Sport pela quarta rodada da Copa do Nordeste. Torcedores do Leão da Ilha usaram pedras e bombas contra o veículo, deixando os jogadores feridos. Gonzalo precisou de 13 pontos no rosto, e usou as redes sociais para manifestar seu repúdio contra a violência.

O caso aconteceu na saída da Arena Pernambuco, onde aconteceu o jogo. Os times empataram por 1 a 1. 

O argentino sofreu uma pancada na cabeça e teve dois cortes, um na boca e um no supercílio, precisando levar pontos. Ele tranquilizou os torcedores do Fortaleza nas redes sociais e a família. “Bom, primeiro quero que minha família e amigos saibam que estou bem. Obrigado a todos que se preocuparam, me mandaram mensagens desejando forças e rezaram por toda a equipe. Já em casa é mais fácil contar, por pouco não aconteceu uma tragédia. Estou com 13 pontos na cara, logo voltarei a lutar”, escreveu o lateral.

Ele ainda completou: "O restante ficará a cargo da justiça ou dos responsáveis por cuidar disso. Isso não se encaixa no futebol, somos seres humanos trabalhadores como todos, temos família e filhos que também nos esperam em casa."

Nas redes sociais, Gonzalo Escobar escreveu nota de repúdio à violência que sofreu
Nas redes sociais, Gonzalo Escobar escreveu nota de repúdio à violência que sofreu
Foto: Reprodução/Instagram

Outros cinco jogadores também se machucaram durante o ataque ao ônibus, sendo o goleiro João Ricardo, o lateral direito Dudu, os zagueiros Titi e Brítez, e o volante Lucas Sasha.

Outros clubes publicaram notas de repúdio ao ataque, como Corinthians, Internacional, Grêmio, Ceará, Bahia e mais. O próprio Sport também publicou uma nota de repúdio, assim como fez a CBF.

A análise da denúncia é apurada pela Secretaria de Segurança Pública do estado de Pernambuco, já que a infração aconteceu do lado de fora do estádio. 

O Fortaleza enfrenta o Fluminense-PI às 20h da próxima quinta-feira, 29, pela primeira fase da Copa do Brasil, no Lindolfinho.

Fonte: Redação Terra
Compartilhar
Publicidade
Publicidade