0

Fluminense: já são 809 minutos sem fazer gol

Time das laranjeiras vive crise no ataque e corre risco de cair

30 nov 2018
12h13
  • separator
  • comentários

Na semana passada, o Fluminense já havia batido seu recorde negativo de maior sequência de jogos sem fazer gol. Mas, desde então, disputou mais duas partidas e continuou o jejum. Agora, são 809 minutos sem balançar a rede do adversário. Em 116 anos de existência, nada parecido ocorreu na história do Tricolor.

A troca de técnico na última hora – sai Marcelo de Oliveira, demitido, e entre o interino Fábio Moreno - visa a dar uma sacudida no time. No domingo, a partida contra o América-MG no Maracanã vale a permanência na Série A do Brasileiro.

O técnico Marcelo Oliveira, demitido do Fluminense após maus resultados
O técnico Marcelo Oliveira, demitido do Fluminense após maus resultados
Foto: Ricardo Rímoli / Futura Press

O Fluminense pode até assegurar sua presença na elite se, mais uma vez, não marcar nenhum gol. Para tanto, o América também teria de não sair do zero. O empate serve para a equipe carioca.

Há, porém, um outro problema grave no Tricolor, além da inoperância de seus atacantes: a fragilidade da defesa. Nos oito jogos de jejum, levou 12 gols.

Parte do fiasco do Fluminense no ataque se deve à saída de cena de Pedro, ainda em agosto, após sofrer grave lesão no joelho direito em jogo com o Cruzeiro, pela 21ª rodada do Brasileiro. Naquele momento, ele era o artilheiro do campeonato, com dez gols.

A partir do desfalque de Pedro, que só voltará a atuar em 2019, o Fluminense desandou e só fez dez gols em 16 partidas pelo Brasileiro.

Veja também

Violência doméstica na Rússia: 'Meu marido cortou minhas mãos com um machado'

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade