PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

'Flamengo não precisa do Daniel Alves, mas pode dar match', avalia Renato Mauricio Prado

'Faz sentido contratar? É capricho do Landim': Na opinião do jornalista RMP, Flamengo não deveria pensar em um defensor que teria 'mais contras do que prós'

18 set 2021 15h05
| atualizado às 15h05
ver comentários
Publicidade

O Flamengo está na semifinal da Libertadores. Na Copa do Brasil, precisa vencer o Athletico Paranaense para chegar à final. Já no Brasileirão, o clube é cotado pelos torcedores para levantar o caneco pela terceira vez seguida. Em busca de títulos, o clube carioca deixa aberta a possibilidade de um acerto com o lateral ex-São Paulo Daniel Alves. Questionado, um dirigente do Flamengo não negou a possibilidade.

Renato Maurício Prado, sobre Daniel Alves: 'Não custa lembrar, os atuais dirigentes do Flamengo são egocêntricos e arrogantes' (Reprodução/SporTV)
Renato Maurício Prado, sobre Daniel Alves: 'Não custa lembrar, os atuais dirigentes do Flamengo são egocêntricos e arrogantes' (Reprodução/SporTV)
Foto: Lance!

Na visão do jornalista ex-Globo e Fox Sports Renato Mauricio Prado, o Flamengo pode até dar certo com Daniel Alves, mas a chegada do experiente jogador ex-Barcelona, PSG e Juventus seria um "capricho do egocêntrico presidente Rodolfo Landim", além de uma chega com mais "contras do que prós".

- Daniel Alves não pode jogar a Copa do Brasil; tampouco tem condições de atuar na Libertadores e tal restrição se estende também a um possível Mundial Interclubes. Daniel Alves só pode ser escalado no Campeonato Brasileiro. E até neste talvez se torne desfalque, por conta das Datas Fifa e eventuais convocações para a seleção brasileira. Afinal, por que o Flamengo pensa em contratá-lo? - escreveu ele em seu blog no Uol.

Na opinião do especialista, o Flamengo já possui o jovem Matheuzinho na posição, além do titular da seleção chilena Isla e Rodinei. Contudo, mesmo que Daniel não seja titular nas principais partidas, ele certamente seria um reforço de peso, para RMP. Outro ponto levantado por Renato foi a cobrança de Daniel Alves para estar entre os 11 em campo, o que poderia atrapalhar Renato Gaúcho.

- O Flamengo estaria muito mais bem servido, se tivesse trazido Rafinha de volta, por um salário provavelmente menor do que Daniel Alves pode ganhar agora. Mas a atual diretoria é vingativa e não o perdoou pela saída para o futebol grego - escreveu ele, que finalizou:

- Não custa lembrar, os atuais dirigentes rubro-negros são egocêntricos e arrogantes. Como Daniel Alves, que teve a petulância de dizer que colocou o São Paulo (tricampeão mundial!) no mapa do mundo! Por isso, ainda pode dar "match". Embora o Flamengo não precise dele.

Lance!
Publicidade
Publicidade