1 evento ao vivo

Espanha leva 2ª maior surra em Copas e relembra 1950

14 jun 2014
07h14
atualizado às 07h20
  • separator
  • 0
  • comentários

O que Robin van Persie e Arjen Robben têm em comum com Chico, Zizinho e Ademir? Simples: todos eles foram responsáveis por destruir a Espanha em uma Copa do Mundo. Parece que disputar um Mundial em terras brasileiras não costuma levar muita sorte aos atuais bicampeões europeus.

Atuais campeões mundiais foram humilhados pela Holanda na Bahia
Atuais campeões mundiais foram humilhados pela Holanda na Bahia
Foto: Getty Images

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

A goleada por 5 a 1 imposta pela Holanda na última sexta-feira, em Salvador, foi a segunda pior da Espanha em Copas. Só perde para o massacre de 6 a 1 sofrido para o anfitrião Brasil em 1950, no Rio de Janeiro, no jogo anterior ao fatídico "Maracanazo" contra o Uruguai. Chico (duas vezes), Zizinho, Jair, Ademir e Parra (contra) fizeram os gols da Seleção, enquanto Igoa descontou.

O resultado diante dos holandeses foi ainda mais impressionante pelo histórico recente dos espanhóis de levar poucos gols em competições de primeiro nível. Nas conquistas das Eurocopas de 2008 e 2012 e da Copa de 2010, foram só seis gols sofridos em 19 jogos.

"Não podemos mais pensar nesse jogo", disse o abatido capitão Casillas depois do desastre na Fonte Nova. "Precisamos nos levantar, aguentar e treinar. E pensar no Chile, porque se não ganharmos a próxima, estamos praticamente fora", acrescentou.

Após sofrer sua pior derrota desde os 6 a 2 para a Escócia em 1963, a Espanha volta a Curitiba para se preparar para o próximo desafio: o Chile, que bateu a Austrália por 3 a 1 na estreia. O duelo decisivo acontece na próxima quarta-feira, às 16h (de Brasília) mas o palco não traz boas lembranças: o mesmo Maracanã de 1950.

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade