PUBLICIDADE
Logo do

Cruzeiro

Favoritar Time

Conselho aprova mudanças propostas por Ronaldo, que concretiza a compra da SAF do Cruzeiro

Impasse para votação durou mais de quatro horas devido a uma ordem judicial que travou a assembleia. Com liberação, mudanças no contrato de venda da SAF foram aprovadas

4 abr 2022 - 23h22
(atualizado em 5/4/2022 às 00h42)
Ver comentários

Ronaldo fica no Cruzeiro! A votação que definiu a venda da SAF do clube para o Fenômeno, que estava prevista para ocorrer às 18h30 desta segunda-feira, 4 de abril, acabou somente após às 22h, com o sinal verde que faltava para sacramentar a aquisição por parte do Fenômeno. Com a aprovação dos conselheiros, foi dada a sequência ao processo de transformação do clube, que começou no dia 18 de dezembro, quando Ronaldo assinou um acordo de intenção de compra da Raposa.

Ronaldo, ao lado de Sérgio Santos Rodrigues, confirmou que fará a compra de 90% da SAF do Cruzeiro após mudança no acordo aprovada pelo Conselho (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Ronaldo, ao lado de Sérgio Santos Rodrigues, confirmou que fará a compra de 90% da SAF do Cruzeiro após mudança no acordo aprovada pelo Conselho (Gustavo Aleixo/Cruzeiro)
Foto: Lance!

O agora oficialmente proprietário do futebol celeste ficará com 90% das ações da Sociedade Anônima após os conselheiros aceitarem as mudanças no contrato solicitadas pelo empresário e ex-jogador, que pediu para incluir no clube-empresa as Tocas da Raposa I e II e também iniciar uma recuperação judicial (ou extrajudicial).

Mas, até que este dia fosse encerrado, com a SAF sendo lavrada por aclamação, tendo 215 votos a favor, a batalha nos bastidores foi intensa. A reunião do Conselho Deliberativo do clube foi suspensa pela Justiça, que concedeu uma liminar que impediu por mais de quatro horas o encontro na sede do clube no Barro Preto.

A reunião no Conselho Deliberativo do Cruzeiro foi barrada com a chegada de um Oficial de Justiça, que chegou com a ordem judicial no início da noite, travando o encontro dos conselheiros.

O departamento jurídico do clube teve de ser rápido para reverter o caso, entrando com um agravo judicial no intuito de derrubar a liminar que impedia a realização da votação no Conselho. A ação foi movida por conselheiros que não concordavam com a venda da SAF para a empresa de Ronaldo.

A partir do dia 18 de abril, o ex-jogador será de fato o dono do futebol do Cruzeiro, seguindo com a jornada de tentar levar de volta à elite do futebol brasileiro um dos seus clubes mais vitoriosos do país.

Lance!
Publicidade
Publicidade